Arquivos do Blog

14 DE JUNHO – DIA MUNDIAL DO DOADOR DE SANGUE

123

O Dia Mundial do Dador de Sangue é celebrado anualmente no dia 14 de junho.

A celebração do Dia Mundial do Dador tem como objetivo aumentar a consciência da necessidade de componentes sanguíneos seguros e agradecer a todos os dadores as suas dádivas voluntárias e benévolas, assim como reconhecer a sua importância e contributo em salvar vidas e em melhorar a saúde e qualidade de vida de muitos doentes.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 92 milhões de pessoas dão sangue anualmente, sendo que 45% destes dadores têm menos de 25 anos e 40% são mulheres. A OMS quer expandir este universo de dadores, encorajando outras pessoas a tornarem-se dadores de sangue. A organização pretende que em 2020 as dádivas de sangue em todos os países sejam completamente benévolas e não remuneradas.

Quem pode ser dador de sangue?

Pode proceder à doação de sangue se:

– Tiver entre 18 e 65 anos de idade
– Pesar mais de 50 quilos
– Gozar de boa saúde e tenha hábitos de vida saudáveis

Onde dar sangue?

Pode dar sangue nos:

– Centros regionais de sangue do Instituto Português do Sangue em Lisboa, Porto e Coimbra;
– Locais onde se realizam colheita de sangue móveis, no seu local de trabalho, centro comercial ou na sua área de residência;
S -Serviços de imunohemoterapia hospitalares.

O que fazer e o que não fazer depois de doar sangue?

– Deve-se beber líquidos em abundância.
– Não se pode conduzir por 30 minutos.
– Não se pode fumar por duas horas.
– Não se pode beber álcool por 12 horas.

 

FONTE: calendarr . com / portugal / dia – mundial – do – dador – de – sangue /

Anúncios

31 DE MAIO – DIA MUNDIAL DE LUTA CONTRA O TABACO

dia-mundial-sem-tabaco

Desde o final da década de 1980, sob a ótica da promoção da saúde, a gestão e a governança do controle do tabagismo no Brasil vêm sendo articuladas pelo Ministério da Saúde através do INCA, o que inclui as ações que compõem o Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT). O Programa tem como objetivo reduzir a prevalência de fumantes e a consequente morbimortalidade relacionada ao consumo de derivados do tabaco, seguindo um modelo no qual ações educativas, de comunicação, de atenção à saúde, associadas às medidas legislativas e econômicas, se potencializam para prevenir a iniciação do tabagismo, promover a cessação de fumar e proteger a população da exposição à fumaça ambiental do tabaco.

 

FONTE: inca . gov . br / wps / wcm / connect / acoes _ programas / site / home / nobrasil / programa – nacional -controle – tabagismo

17 DE MAIO – DIA MUNDIAL DAS TELECOMUNICAÇÕES E DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO

 

museu-das-telecomunicacoes-no-rio-1332973087759_200x285

A capacidade de transmitir informação importante com rapidez através de grandes distâncias, preenchendo os vazios do tempo e do espaço, ampliou de forma exponencial todas as atividades humanas, desde enviar mensagens pessoais até realizar transações financeiras complexas ou abordar aspectos críticos da guerra e da paz. O Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade da Informação evidencia a função transformadora e estimulante das comunicações e da informação nas sociedades e a necessidade universal de se comunicar e cooperar através das fronteiras.”

Com estas palavras, Ban Ki-moon, secretário-geral da Organização das Nações Unidas, deixa clara a importância de celebrar o dia 17 de maio, que a Assembleia Geral da própria ONU instituiu como Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade da Informação.

Não se trata, porém, de uma simples comemoração: o dia serve para evidenciar o esforço promovido cotidianamente pela UIT  Â­- União Internacional de Telecomunicações, agência especializada das Nações Unidas para o setor.

A UIT foi criada em 17 de maio de 1865. Era, então, a União Internacional de Telegrafia, e foi estabelecida pelos representantes de 20 países europeus, que criaram um conjunto de normas para regulamentar o uso internacional do telégrafo.

União Internacional das Telecomunicações
Primeira organização intergovernamental do planeta, a UIT ampliou suas atividades paralelamente ao desenvolvimento dos meios de comunicação à distância ou telecomunicação (“tele”, em grego, significa “ao longe”). Atualmente, a agência trabalha para coordenar o funcionamento dos meios de comunicação no mundo, tornando compatíveis, por exemplo, os diversos sistemas técnicos.

Sociedade da Informação
Se a noção de telecomunicações dispensa esclarecimento, o mesmo não ocorre com o conceito de Sociedade da Informação, a que o dia também se refere. O que é essa sociedade?

Antes de mais nada, um produto da globalização, da integração das economias dos países do mundo que se desenvolveu a partir do fim da Segunda Guerra Mundial e se amplificou com o colapso da União Soviética, cujo regime servia de obstáculo ao capitalismo liberal ou liberalismo. É também resultado das revoluções tecnológicas das duas últimas décadas do século 20, em especial no campo das telecomunicações e da informática, que convergiram e possibilitaram a produção e difusão de informações numa escala jamais imaginada.

Entretanto, a Sociedade da Informação mais do que um estágio a que se chega é um processo em andamento. Para isso, tem contribuído especialmente o desenvolvimento da internet, a rede mundial de computadores (ou www, world wide web), que permite o acesso a esse fluxo ininterrupto de informações a qualquer pessoa que disponha de um computador e de um meio de conexão.

Além de ter possibilitado o surgimento de novas formas de comércio e prestação de serviços, a internet também tem tido grande impacto na vida cotidiana de milhões de pessoas, seja mudando seus hábitos, seja aproximando-as por meio de uma possibilidade de comunicação rápida e relativamente barata.

Inclusão digital
Veículo interativo, em que o usuário tem a possibilidade de se incluir e atuar, a rede de computadores possibilita os mais variados tipos de trocas entre os seres humanos, desde a manifestação de uma opinião política, através de abaixo-assinados ou e-mails para parlamentares, até os encontros amorosos. Aliás, a interatividade é a chave para um novo desenvolvimento da internet.

Por mais breve que seja a exposição do conceito de Sociedade de Informação, é impossível encerrá-la sem falar sobre a questão da divisão entre ricos e pobres, entre os que têm e não têm acesso a essa Sociedade. Trata-se não só de apontar a existência da separação, mas de trazer à tona outro conceito importante: o de inclusão digital, que vem a ser a necessidade de estender os benefícios das novas tecnologias de comunicação e informação e ampliar o acesso a elas a toda a população mundial.

 

FONTE: educacao . uol . com . br / datas – comemorativas / 0517 – – – dia – mundial – das – telecomunicacoes – e – da – sociedade – da – informacao . jhtm

14 DE ABRIL – DIA MUNDIAL DO CAFÉ

images (4)

O Dia Internacional do Café celebra-se a 14 de abril.

O café é uma das bebidas mais consumidas no mundo e a segunda matéria prima mais comercializada em todo o mundo, a seguir ao petróleo.

Em Portugal, o café é conhecido por bica ou cimbalino, de acordo com a região onde pedimos o café.

Se estivermos em Lisboa, o termo tradicional para o expresso é bica, um acrônimo que significa “Beber Isto Com Açúcar”. Quando começou a ser comercializado em Lisboa, no café “A Brasileira”, o café não agradou aos lisboetas e, por isso, foi criado o slogan, para que as pessoas adicionassem o açúcar ao café. Já no Porto deve pedir um cimbalino, como referência a La Cimbali, a popular marca de máquinas de café.

Os portugueses são dos europeus que consomem menos café. Em média, um português consome 4 quilos de café por ano, o que equivale a 2,2 chávenas por dia.

Benefícios para a saúde
Consumido moderadamente, o café tem uma ação antioxidante, atuando no combate aos radicais livres e diminuindo os riscos de desenvolver doenças cardiovasculares e alguns tipos de cancro. O excesso de café pode causar irritabilidade, ansiedade, inquietação, insônia, dores de cabeça, náuseas e problemas gastro-intestinais, devido à sua acidez.

 

FONTE: calendarr . com / portugal / dia – internacional – do – cafe /

 

 

07 DE ABRIL – DIA MUNDIAL DA SAÚDE

N2RlYWJyaWwuanBnMTQwOTgxNA==

Em 1948, a primeira Assembleia Mundial da Saúde propôs que se criasse um Dia Mundial da Saúde, para comemorar a fundação da Organização Mundial de Saúde (OMS). Dois anos depois, em 1950, a data passou a ser festejada.

A cada ano, as Nações Unidas elegem um tema de saúde específico, que diga respeito à melhoria das condições de vida da humanidade naquele momento e que a OMS avalie necessário promover. O tema escolhido é trabalhado através de campanhas de educação e de conscientização em todo o mundo.

As campanhas e a luta pela melhoria das condições de saúde também fazem parte dos Objetivos do Milênio da ONU, que os países membros se comprometem a cumprir até 2015.

FONTE: 7a12 . ibge . gov . br / voce – sabia / calendario – 7a12 / event / 566 – dia – mundial – da – saude

12 DE MARÇO – DIA MUNDIAL CONTRA A CYBER CENSURA

africa180709

Em meio à onda de censura e de tentativas de censura contra a internet e nossa liberdade na rede – podemos citar brevemente a Lei Azeredo ou AI-5 Digital (#AI5digital) no Brasil, o HADOPI na França, a censura aberta na China, Arábia saudita e Irã – nada mais coerente que a promoção de um dia para denunciar tais iniciativas e pregar exatamente o inverso, a liberdade na rede, a nossa liberdade de não sermos censurados ou limitados em nosso acesso à informação.

É neste espírito que a organização Repórteres Sem Fronteira promove, hoje, o Dia Mundial contra a Cyber Censura, uma iniciativa de alcance mundial e que deve ser amplamente divulgada por todos. É a oportunidade ideal para retomarmos as discussões, no Brasil, da Lei Azeredo e também dos demais projetos que visam criar barreiras ao acesso livre.

Neste ponto não falo apenas de censura explícita, mas também de questões relacionadas ao monopólio, à qualidade (ou falta dela) dos serviços prestados e aos projetos que inviabilizam uma internet de qualidade e para todos.

No Brasil, por exemplo, não vivemos apenas à sombra da censura ou somos apenas vítimas de vasculhamento de nossos dados e dos DRM’s, mas também pagamos um preço alto para navegar – em todos os sentidos. Péssima qualidade dos serviços de internet, alcance limitado, preços exorbitantes… Tudo isto pode ser alencado como uma forma do capital nos censurar em nossa liberdade de navegar, de nos informar.

Cabe nesta data, também, no caso brasileiro, defender um programa nacional de banda larga que propicie o acesso livre e à preços decentes para toda a população. Um programa estatal que incentive a concorrência sadia entre as empresas do setor e que coíba os abusos os quais estamos já acostumados.

O Dia Mundial contra a Cyber Censura deve marcar o início de uma luta conjunta, mundial, sem fronteiras e solidária. Não é mais possível tolerar que Estados bloqueiem o acesso dos cidadãos, coíbam a discussão e a troca de ideias em pleno século XXI. Os Estados – com razão – temem o poder da internet, mas não podem, sob hipótese alguma, censurá-la. Que combatam fogo com fogo, informação com informação, ação com mais ações e jamais com a velha atitude do menino birrento dono da bola.

Parece uma tola comparação, mas tem validade. O Estado censurador é aquele que dita as regras, que não aceita perder, que só permite o acesso dos seus amigos e, ainda assim, sob estritas condições. Quando cansa ou não mais lhe convém, bloqueia, censura, expulsa, mata. Mas a censura não se limita ao Estado: Empresas que empregam mecanismos de verificação de dados sem a permissão do usuário ou que utilizam e promovem tecnologias anti-cópias (DRM) também contribuem para a censura ao impedir o compartilhamento do conhecimento e o livre acesso à informações.

Por estas e outras que iniciativas como o debate sobre o Marco Civil da Internet, o Mega Não (#Meganao) e o Fórum de Cultura Digital devem sempre ser lembradas, incentivadas e divulgadas. Acima de tudo, a pressão popular deve ser constante. Mais de uma vez já mostramos que temos poder.

A internet é a ferramenta mais temida nos dias de hoje pelas elites, pela mídia e pelo poder. Ela empodera àqueles que, de outra forma, permaneceriam esquecidos, oprimidos. É uma verdadeira arma que dá munição infinita aos que protestam por justiça, igualdade e liberdade e isto faz tremer as estruturas do Estado – em empresas – que não vê outra alternativa senão censurar.

E a censura, retomo, vem por diversos caminhos, toma diversas formas. Não apenas como um filtro, mas também passa pela limitação de banda, pela falta de infra-estrutura, pelo cadastro para acessar determinados sites ou mesmo para acessar, pelo policiamento, pela conivência com softwares com DRM e por aí vai.

Qualquer forma encontrada por Estado e empresas para dificultar o acesso dos usuários é uma forma de censura. E deve ser combatida de forma intransigente.

Para não só combater mas também dar publicidade aos que combatem a censura é que este dia específico em defesa da liberdade da e na rede demonstra sua relevância.

A luta pela liberdade na rede deve ser ampla, irrestrita, deve ser levada à todos os recantos do mundo. Ciberativistas de todos os cantos devem se unir para combater a atitude intransigente de governos e empresas, não importa onde e através de que fronteiras. Grupos minoritários não podem ser patrulhados, democratas e lutadores da liberdade não podem ser cerceados no seu direito de informar e compartilhar, usuários comuns não podem ter seus passos verificados e seguidos por qualquer instrumento ou organização.

Enfim, a luta pela liberdade é uma luta de todos.

Junte-se a nós!

FONTE: trezentos . blog . br / ? p = 4339

20 DE FEVEREIRO – DIA MUNDIAL DA JUSTIÇA SOCIAL

imagens-cartazdiamundialjusticasoc

No dia 26 de novembro de 2007, a Assembleia Geral das Nações Unidas, na Resolução 62/10 decide declarar que no dia 20 de fevereiro se celebre o Dia Mundial da Justiça Social.

A iniciativa coincide com a promoção dos esforços por parte desse organismo mundial para enfrentar problemas tais como a pobreza, a exclusão e o desemprego.

A justiça social é um princípio fundamental para a convivência pacífica e próspera entre e nas nações. Defendemos os princípios de justiça social quando promovemos a igualdade de gênero ou os direitos dos povos indígenas e dos migrantes. Promovemos a justiça social quando eliminamos as barreiras enfrentadas pelas pessoas por motivos de gênero, idade, raça, etnia, religião, cultura ou por portar alguma deficiência.

Mensagem do Secretário-Geral da ONU para o Dia Mundial da Justiça Social

Enquanto assinalamos o Dia Mundial da Justiça Social, vemos demasiados lugares onde estão diminuindo as oportunidades para poucos e apenas aumentando as desigualdades para muitos.

A crescente desigualdade mina os progressos alcançados pela comunidade internacional para tirar milhões da pobreza e construir um mundo mais justo.

As linhas de clivagem são visíveis na queda dos salários para mulheres e jovens e no acesso limitado à educação, serviços de saúde e empregos decentes.

Devemos fortalecer e construir instituições e desenvolver políticas que promovam o desenvolvimento inclusivo.

Ao adotar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), os líderes mundiais comprometeram-se se a criar um mundo mais justo e igualitário. Grande progresso tem sido feito na melhoria das oportunidades de trabalho decente, reforçando a proteção social e a melhoria dos serviços públicos.

Apesar desses avanços, bilhões de pessoas desesperadamente dependem dos nossos esforços concentrados e incansáveis. Temos de acelerar o nosso trabalho para alcançar os ODM até o prazo de 2015 e também olhar além, começando a definir novas metas para o desenvolvimento sustentável.

À medida que procuramos construir o mundo que nos queremos, vamos intensificar nossos esforços para alcançar uma sociedade mais inclusiva, equitativa e baseada no diálogo, transparência e na justiça social.

 

FONTE: assufrgs . org . br / artigos / 20 – de fevereiro – dia – mundial – da – justica – social /

13 DE FEVEREIRO – DIA MUNDIAL DA RÁDIO

16601800_GbRNV

O Dia Mundial da Rádio celebra-se anualmente a 13 de fevereiro.

A data foi escolhida pois foi neste dia que a United Nations Radio emitiu pela primeira vez, em 1946, um programa em simultâneo para um grupo de seis países.

A data foi declarada em 2011 pela UNESCO e o primeiro Dia Mundial da Rádio foi celebrado em 2012.

A rádio continua a ser o meio de comunicação social que atinge as maiores audiências, continuando a adaptar-se às novas tecnologias e a novos equipamentos. É um meio bastante útil para a população, seja como ferramenta de apoio ao debate e comunicação, na promoção cultural ou em casos de emergência social. Para os profissionais de comunicação social é uma plataforma para divulgarem factos e histórias.

A rádio acompanhou os principais acontecimentos históricos mundiais e hoje continua a ser um meio de comunicação fundamental. Este meio de comunicação social adaptou-se à era digital e continua a ser um meio fiável para a população, que recebe a informação na hora, sendo uma das características mais positivas da rádio.

 

FONTE: calendarr . com / portugal / dia – mundial – da – radio /

21 DE JANEIRO – DIA MUNDIAL DA RELIGIÃO

dia-da-religiao_011

No dia 21 de janeiro é comemorado o dia mundial da religião. A criação da data foi com o objetivo de promover a união de todas as religiões existentes no mundo, levando mais fé e esperança ao povo.

A ideia entrou em vigor a partir de 1949, através da Assembleia Espiritual Nacional.

A palavra religião vem do latim “religio,onis” e seu significado define-a como o conjunto de determinadas crenças e dogmas que levam o homem ao sagrado, onde cada uma apresenta suas práticas e ritos próprios, envolvendo ainda formas de comportamento e de cumprimento dos preceitos morais.

O berço das religiões foi o Oriente Médio e a Ásia, onde nasceram as religiões monoteístas, que pregam a crença em um só Deus – como o cristianismo, o judaísmo e o islamismo.

Porém, aquilo que deveria servir de ligação e harmonia entre os homens, também se tornou grande fonte de conflitos, por abranger opiniões e concepções divergentes em relação à divindade, que aparecem envolvendo princípios éticos, filosóficos e metafísicos. Um exemplo disso foram as cruzadas, guerra entre cristãos e muçulmanos, que aconteceram entre os séculos VI e VIII, com o objetivo de impor o cristianismo no território onde se localizam Israel, Gaza e Cisjordânia, na época considerados Terra Santa.

Dentre as principais religiões do mundo temos:

– o Hinduísmo: surgiu na Índia em 1500 a.C e seu livro sagrado é o Vedas. É uma religião que apresenta vários deuses, mas os principais deles, que formam a sagrada trindade, são: Brahma – deus da criação, Vishnu – deus da preservação e Shiva – deus da destruição e da recriação.

– o Budismo: também da Índia, surgiu em 600 a.C, a doutrina é fundamentada nos preceitos do príncipe Sidarta Gautama, o Buda.

– o Judaísmo: advindo da Palestina (Israel), em meados do século XVII a.C. o livro sagrado é a Tanach, que contém os mandamentos do judaísmo, onde creem ser descendentes de Abraão.

– o Islamismo, da Arábia Saudita, tem como livro sagrado o Corão, baseado na doutrina de Maomé, enviado de Allah para ditar os mandamentos. Para os muçulmanos, “Abraão, Moisés e Jesus foram profetas e receberam mensagens divinas” e não haverá outros profetas.

– o Cristianismo se originou na região da atual Israel, antiga Palestina, no século I. Seu livro sagrado é a bíblia, dividida em velho e novo testamento, que apresenta a vida e os ensinamentos de Jesus Cristo.

– o Catolicismo é o maior ramo do cristianismo e o mais antigo como igreja organizada. A sede da Igreja e residência oficial do Papa estão localizados no Vaticano, país encravado na capital italiana, Roma. O livro sagrado dos católicos também é a bíblia, tendo como crença a Santíssima Trindade, através da relação entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo. A crença também é atribuída à santidade de Maria, mãe de Jesus e a todos os santos.

O Brasil é o maior país católico do mundo, com quase cento e vinte e cinco milhões de fiéis, que traduzem 74% da população do país.

Porém, com o surgimento das igrejas evangélicas ou neopentecostais, a diversidade das religiões tem aumentado, o Brasil é um país altamente religioso, abrangendo 95% da população. Além disso, o aumento das pessoas que não seguem religião alguma também tem crescido consideravelmente.

No Brasil, as outras religiões somam apenas 5% da população, divididos entre espíritas, cultos afro-brasileiros, judeus e seguidores das doutrinas orientais.

 

FONTE: brasilescola . com / datas – comemorativas / dia – mundial – religiao . htm

01 DE DEZEMBRO – DIA MUNDIAL DE LUTA CONTRA AIDS

aids

Transformar o 1º de dezembro em Dia Mundial de Luta Contra a Aids foi uma decisão da Assembléia Mundial de Saúde, em outubro de 1987, com apoio da Organização das Nações Unidas – ONU.

A data serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV/Aids. A escolha dessa data seguiu critérios próprios das Nações Unidas. No Brasil, a data passou a ser adotada a partir de 1988.

Apesar dos avanços, o preconceito e a discriminação contra as pessoas vivendo com HIV/Aids ainda são as maiores barreiras no combate à epidemia, ao adequado apoio, à assistência e ao tratamento da Aids e ao seu diagnóstico.

Desde o final dos anos 80, o dia 1º de dezembro vigora no calendário de milhares de pessoas ao redor do mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 33 milhões de pessoas convivem com o vírus do HIV no planeta, e diariamente surgem 7.500 novos casos.

No mês em que se comemora o Dia Mundial de Combate à Aids, o governo brasileiro anuncia uma parceria firmada entre o Ministério da Saúde – por meio do Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) – e o laboratório internacional Bristol-Myers Squibb será possível produzir o atazanavir, um medicamento usado por cerca de 20% dos soropositivos.

O sulfato de atazanavir é um antirretroviral da classe dos inibidores de protease e constitui uma importante droga na composição de esquemas terapêuticos para o tratamento de pacientes com infecção por HIV/Aids. Atualmente, ele é indicado para início de terapia antirretroviral como um dos medicamentos preferenciais pelas diretrizes internacionais do Departamento de Saúde dos Estados Unidos (DHHS, na sigla em inglês), da Sociedade Internacional de Aids (IAS, na sigla em inglês) e da Sociedade Clínica Europeia de Aids (EACS, na sigla em inglês), e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O antirretroviral que já é distribuído aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), é utilizado por cerca de 45 mil pessoas – perto de 20% do total de pacientes, 217 mil. A oficialização do processo de transferência de tecnologia para a produção do medicamento no país foi recebida como um presente. Com a fabricação do medicamento no Brasil, espera-se uma economia R$ 81 milhões por ano.

Guerra contra o vírus – O Brasil é referência mundial no enfrentamento ao HIV/Aids. Há 16 anos, o SUS garante acesso universal a todos os medicamentos necessários para o combate ao vírus HIV, além de exames e acompanhamento médico, que beneficiam 217 mil brasileiros. Além disso, o SUS oferece tratamento antirretroviral a 97% dos brasileiros diagnosticados com Aids.
O Ministério da Saúde disponibiliza 20 antirretrovirais, que representam investimentos de R$ 850 milhões por ano na aquisição dos medicamentos. Desses 20, oito são objeto de Parcerias para o Desenvolvimento Produtivo: Atazanavir, Tenofovir (desde 2009), Raltegravir (desde 2011), e Ritonavir Termoestável, Lopinavir + Ritonavir, Ritonavir Cápsula Gel. Mole, Tenofovir + Lamivudina (2 em 1), e Tenofovir + Lamivudina + Efavirenz (3 em 1), anunciados este ano.

Fique sabendo:

O que é Aids?
Uma deficiência no sistema imunológico, associada com a infecção pelo vírus da imunodeficiência humana HIV – (Human Immunodeficiency Virus), provocando aumento na susceptibilidade a infecções oportunísticas e câncer.

Transmissão:
– o vírus HIV pode ser transmitido pelo sangue, sêmen, secreção vaginal, leite materno;
– relações sexuais homo ou heterossexuais, com penetração vaginal, oral ou anal, sem proteção da camisinha, transmitem a Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis e alguns tipos de hepatite;
– compartilhamento de seringas entre usuários de drogas injetáveis;
– transfusão de sangue contaminado;
– instrumentos que cortam ou furam, não esterilizados;
– da mãe infectada para o filho, durante a gravidez, o parto e a amamentação.

Tratamento:
Atualmente a terapia com os chamados “anti-retrovirais” proporciona melhoria da qualidade de vida, redução da ocorrência de infecções oportunísticas, redução da mortalidade e aumento da sobrevida dos pacientes. (Os anti-retrovirais são medicamentos que suprimem agressivamente a replicação do vírus HIV).

A Aids não é transmitida pelo beijo, abraço, toque, compartilhando talheres, utilizando o mesmo banheiro, pela tosse ou espirro, praticando esportes, na piscina, praia e, antes de tudo, não se pega aids dando a mão ao próximo, seja ele ou não soropositivo.

 

FONTE: conselho . saude . gov . br / ultimas _ noticias / 2012 / 04 _ dez _ dia _ luta _ aids . html

28 DE NOVEMBRO – DIA MUNDIAL DE AÇÃO DE GRAÇAS

images (2)

A ideia de transformar o “Dia de Ação de Graças” em acontecimento universal nasceu de um brasileiro, Joaquim Nabuco, quando Embaixador do Brasil em Washington.
Em 1909, na Catedral de São Patrício, ao final da primeira Missa Pan-Americana, que celebrava o “Dia de Ação de Graças”, o Embaixador brasileiro formulou publicamente o seguinte voto: “Eu quisera que toda a humanidade se unisse, no mesmo dia, para um agradecimento universal a Deus”.
O diplomata brasileiro soube expressar em sua idéia todo o conhecimento que tinha sobre a população de seu país, baseado em seu passado histórico, firmando sempre, desde as origens, nas tradições cristãs do respeito à liberdade e aos direitos humanos, na proibição constitucional das guerras, na busca de solução dos conflitos sem derramamento de sangue, enfim, um país voltado para a paz.
No Brasil, o “Dia Nacional de Ação de Graças” foi instituído por meio da Lei nº 781, de 17 de agosto de 1949, pelo presidente Eurico Gaspar Dutra. O Decreto nº 57.298, de 19 de novembro de 1965, regulamenta as comemorações do “Dia Nacional de Ação de Graças”. Finalmente, a Lei nº 5.110, de 22 de setembro de 1966, determina que o “Dia Nacional de Ação de Graças” seja comemorado na 4ª quinta-feira do mês de novembro, sendo o Ministério da Justiça o órgão legalmente incumbido de promover a sua celebração.
Histórico
A Comissão do Dia Nacional de Ação de Graças, do Ministério da Justiça, vem cumprindo suas atribuições de fazer a semana preparatória, com as mensagens oficiais e a cerimônia do “Te Deum”, com todas as características especificadas no Decreto, cuidando da sua divulgação.
O relato das várias celebrações em todo o território nacional demonstram o interesse dos órgãos públicos e segmentos religiosos em comemorar o dia, bem como o envolvimento das autoridades eclesiásticas de vários pontos do país, em participar e apoiar o evento.
Um histórico de abrangência mundial registra como o mais longínquo “Te Deum” o que fez Cristóvão Colombo, em 1492, quando chegou à América, agradecendo a Deus pela descoberta.
Registra-se também que Cabral, quando chegou ao Brasil em 1500, rezou uma missa de agradecimento nas praias da Bahia.
Nos EUA, em 1612, os Peregrinos iniciaram a comemoração como “Dia de Ação de Graças” que evoluiu sempre mais, pois em 1789, o Presidente George Washington oficializava a comemoração.
Em 1863, o Presidente Lincoln determinava sua realização para a última quinta-feira do mês, sendo que estabelecia, também ele, que era esse dia feriado nacional.
O dia continuou a ser sempre comemorado, e em 1939 o Presidente Franklin D. Roosevelt proclamou essa comemoração para a quarta quinta-feira do mês, sendo essa data oficializada no Congresso Americano em 1941.
Para os estadunidenses as comemorações religiosas são acompanhadas de jantar de confraternização, com o tradicional peru e a torta de abóbora, que se tornaram símbolo desse dia.

 

FONTE:  portal . mj . gov . br / data / Pages / MJAD82FBF6ITEMIDFA39B22278B6448FB367A4DD31A0322EPTBRNN . htm

13 DE NOVEMBRO – DIA MUNDIAL DA GENTILEZA

imagem-11-240x300

 

Gentileza é dar bom-dia, é dar um abraço, é abrir a porta para alguém passar, dar passagem. É oferecer uma flor, uma carona, plantar um sorriso, respeitar os mais velhos (e os mais novos). E também agradecer, tolerar, perdoar, reconhecer um erro e pedir desculpas. Gentileza é respeito: às cores, credos, origens, diferenças, à diversidade. Gentileza é uma atitude positiva! E… se espalha, “gera gentileza”, como já dizia o profeta.
Por isso mesmo, a gente veio aqui lembrar que, no próximo sábado, dia 13 de novembro, é comemorado e festejado adivinhem só: o Dia Mundial da Gentileza!

Vocês já ouviram falar nessa data?
Pois bem. A ideia do Dia Mundial da Gentileza (World Kindness Movement – VKM) surgiu em 1996 quando pequenos grupos que, de alguma forma, espalhavam a gentileza em seus países foram reunidos durante uma conferência em Tóquio. A missão do movimento – que só foi criado efetivamente em dezembro de 2000 – é conectar e inspirar pessoas de todas as nações para criar um mundo mais gentil.
Vários países já aderiram ao movimento. Estão programadas ações em Singapura, na Romênia, Austrália, no Canadá, Tailândia, Japão, Itália, Índia, Nigéria, entre outros.
Uma das ações (essa é bem legal!) que estão lá no site do WKM é o projeto HERE YOU GO fica em Pitsburgo, Pensilvânia, Estados Unidos). Eles oferecem guarda-chuvas amarelos para as pessoas que são pegas desprevenidas na chuva. E funciona como uma “corrente do bem”: tudo o que eles pedem em troca é que passem a gentileza adiante. Junto com o guarda-chuva é fixado um cartão postal (resistente à água, claro!) pra que quem o recebe possa reportar qual foi a sua boa ação. E os cartões são postados no site para que as pessoas vejam que sua gentileza teve continuidade!
Aqui no Brasil, a gente tem uma grande personagem que representa esse espírito de gentileza: o poeta José Datrino – mais conhecido como Poeta Gentileza. Aliás, é por causa dele, que andava pelas ruas da cidade do Rio de Janeiro espalhando suas palavras e atitudes gentis – deixando como patrimônio histórico seus 55 painéis nas pilastras dos viadutos cariocas –, que comemoramos o Dia Nacional da Gentileza (29 de maio, dia em que ele faleceu, aos 79 anos).

 
FONTE: atitudespositivas . com.br / novidadespositivas / tag / dia – mundial – da – gentileza /

%d blogueiros gostam disto: