Arquivos do Blog

GERAÇÃO Y LIDERA ACESSOS ÀS REDES SOCIAIS NO BRASIL, APONTA ESTUDOS

Geracao-Y

No Brasil, o público das redes sociais é jovem. Um estudo realizado pela Experian Marketing Services em novembro de 2014 aponta que mais da metade (54%) dos usuários de social media do País tem idade entre 18 a 24 anos.

Adultos na faixa dos 25 a 34 anos aparecem em segundo lugar, com 29,8%, enquanto aqueles com 35 a 44 anos têm 12,7% de participação. Os grupos com idade entre 45 e 54 anos e acima dos 55 anos apresentam a menor amostra, com 2,9% e 0,3%, respectivamente.

Em comparação com o mesmo levantamento realizado pela Experian em julho do ano passado, a presença geração millennial aumentou consideravelmente. Naquele mês, jovens brasileiros contabilizaram 24,8% das visitas nas redes sociais.

De acordo com uma pesquisa conduzida pelo Facebook, adolescentes e jovens adultos brasileiros (com idade de 13 a 24 anos) esperam que o conteúdo das marcas seja engajador (81%). E quase sete entre 10 participantes dizem gostar quando anunciantes conversam com eles nas redes sociais.

De forma geral, o eMarketer estima que 78,1 milhões de brasileiros acessaram alguma rede social pelo menos uma vez ao mês em 2014. O número corresponde a 72,6% dos internautas do País, ou a 38,5% da população nacional. Desse grupo, 72 milhões acessaram o Facebook mensalmente, enquanto 12,1 milhões usaram o Twitter com a mesma frequência. A empresa afirma que 53 milhões de pessoas acessaram as redes via mobile ao menos uma vez ao mês no ano passado.

 

Fonte: Proxxima – 20/02/2015

JOVENS BUSCAM DESAFIOS DE FÍSICA E MATEMÁTICA PARA TURBINAR ESTUDOS

Students

Com o sonho de ganhar medalhas em olimpíadas de conhecimento e conseguir vagas em universidades de ponta, jovens brasileiros buscam na internet exercícios de matemática e física para turbinar estudos de exatas.

Vitória Barim Pacela,16, colocou na sua rotina os exercícios semanais de física e matemática. Como o irmão Vitor, ela é medalhista da OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas).

“Resolver problemas tornou-se uma atividade divertida. O estímulo de acertar um exercício sempre me leva a querer resolver mais”, conta Vitória, que frequenta o 2º ano do ensino médio em Espírito Santo do Pinhal (SP) e usa a página Brilliant para treinar.

site propõe desafios online para que estudantes do mundo inteiro possam treinar seus conhecimentos em física e matemática. Há dois meses, o serviço passou a ser oferecido em português aos brasileiros (não são as todas questões já traduzidas), em uma parceria com a Fundação Estudar.

Antes de dar início aos desafios, uma série de exercícios verifica qual é o conhecimento do usuário para então poder avançar em nível de dificuldade de acordo com ele. Segundo o estudante Murillo Henrique Nojosa Arruda, 17, o site oferece conteúdos que nem sempre consta na grade curricular das escolas brasileiras.

O aluno tem ainda a possibilidade de resolver problemas básicos de matemática – com questões sobre sistemas numéricos, álgebra, funções e cálculos – e indicar uma questão que, se considerada boa, será publicada para todos os participantes.

Para ter acesso ao conteúdo, o aluno se registra no site e indica a escola onde estuda. Com isso, os alunos competem, marcam pontuações e podem ganhar, em troca, prêmios individuais ou para o grupo escolar ao qual pertencem. Atualmente, são três as competições em andamento, todas com premiações.

“Sempre gostei de olimpíadas. Mais pelo fato dos proventos que elas nos dá, as viagens, os amigos que você acumula na bagagem, o conhecimento e outros fatores acadêmicos que me serão úteis no futuro”, diz Murilo, que pretende ingressar no futuro no IME (Instituto Militar de Engenharia), no Rio de Janeiro.

Matemática avançada

Já a universitária Katia Gleicielly Frigotto, 20, aproveita os exercícios de cálculo propostos pelo site como estudo para seu curso de engenharia química, que faz na UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

“Quando você não sabe como resolver um exercício mais complicado, o site dá um link para você aprender o conteúdo e solucionar a questão”, explica. Um benefício direto ao exercitar a matemática de maneira online foi perceber quais áreas da disciplina precisava de reforço.

O site não promove a comunicação entre os participantes, mas, ao indicar no perfil de usuário a quais redes sociais está-se conectado, a comunicação corre paralelamente. Já existem grupos fechados formados só por brasileiros no Facebook que compartilham e resolvem problemas matemáticos ou se ajudam uns aos outros.

Até o momento, o Brilliant é gratuito, mas a sua página mantém um aviso que algumas ferramentas podem ser pagas no futuro, inclusive a destinada a empresas que desejam recrutar os usuários do site

Fonte: http: // educacao .uol. com. br / noticias / 2013 /07 /24 / alunos-do-ensino-medio-buscam-desafios-de-fisica-e-matematica-na-internet.htm

%d blogueiros gostam disto: