Arquivos do Blog

O poeta e o homem – PLB – 2019/2020

Amigos e Leitores, saudações literárias!

Postei o conto para que leiam e comentem. A sua opinião é fundamental. O Conto está abaixo do vídeo.

O POETA E O HOMEM

Por Djanira Felipe

Quando olhei para aquela foto foi como se algo me abduzisse da realidade. O sentimento se fez manifestar pelo entusiasmo criador, porque ser poeta é ter a capacidade de transcender os limites dos sentidos limitados e contemplar o mundo pelo olhar da alma.  Então observei o poeta sentado que segura o livro, ao mesmo tempo em que abriga com serenidade o homem desvalido, possivelmente, do amparo familiar e da corporação social, cansado das provas da vida ou simplesmente um homem que precisa de colo.

O livro, o homem, ambos têm histórias que os trovadores sabem perceber e contar muito bem, às vezes, até os autores acabam sendo transformados em personagens, ainda que seja involuntariamente e pelas circunstâncias que a vida apresenta.

O poeta Carlos Drummond de Andrade escreveu: “Tinha uma pedra no meio do caminho no meio do caminho tinha uma pedra…” se o poeta olhasse a imagem que inspira este texto poderia por metáfora dizer: − Há um homem no colo do poeta no colo do poeta há um homem. Talvez Drummond dissesse isto porque o homem passa a ser o objeto da exterioridade comportamental da sociedade.

Um homem no colo do poeta, um homem que necessita de atenção, de um amigo, de um abrigo. No silêncio barulhento da Orla de Copacabana, os pensamentos e os olhares parecem entender, enquanto as dores contidas são representadas num simples pedido de socorro, na segunda maior cidade do Brasil.

Nem se faz necessário encontrar-se lá para saber que os transeuntes são indiferentes à situação, salvo para fotografar como mero registro de um passeio no calçadão de Copacabana. Mas, e a face oculta? Os sentimentos? Os sofrimentos? As carências e pressões psicológicas?

O calor humano que se faz representado pelo metal frio da estátua do poeta que pelo que aparenta é mais humano do que os humanos, torna inexplicável a sensação de entrega que a imagem passa para um bom observador.  Um grito silencioso! Um pedido de assistência! Um colo para descansar simplesmente. No colo do poeta o homem descansa. O poeta acolhe o homem que a sociedade insiste em rejeitar. Será o homem apenas mais uma pedra no meio do caminho em desalinho?

Como pano de fundo, a beleza do céu e do mar, que complementam o cenário com toda a magia da poesia que existe, desde o aspecto até a leitura traduzida pela percepção de cada olhar. É difícil avaliar o quanto há de vida real e arte nesta imagem de autoria anônima, que é nada mais do que o retrato de uma realidade nua e crua, resultado de um sistema cruel aos menos favorecidos e também Filhos de Deus.

Foto da internet

DIZER UM OLÁ AOS AMIGOS E LEITORES

Olá Amigos e Leitores,

Estive um tempo ausente por motivo de força maior e prioridades de cunho pessoal, mas não significa que esse canal de comunicação e de matérias de interesse da sociedade como um todo e que promovem o bem comum tenha sido desativado. Estamos aqui para refazer de forma mais forte os laços que fizemos. Então Olá a todos e um desejo profundo de que tenham o suficiente para uma vida plena em 2019, o suficiente de forças e convicções para não permitir nenhum tipo de miopia social que impeça a nós todos de enxergar com clareza a realidade que for apresentada.

Abraços fraternos e poéticos aos seus corações.

Djanira Felipe – mulher que escreve, faz e sabe o porquê.

CONVITE A SEMEAR CONSCIENTE

Caros Amigos e Leitores,

Um Convite Especial aos Brasileiros. Vocês sabem que este canal de comunicação foi criado para a nossa conexão, por meio de matérias que promovam o bem comum e sejam de interesse da sociedade como um todo. O nosso Brasil está carente de cuidados. Nós sentimos na pele as consequências dessa realidade. Por isto, resolvi enviar da forma mais poética um convite aos amigos e leitores que acompanham o nosso trabalho desde a criação deste blog. Aliás, mais do que um convite é um chamamento à reflexão.

Abraços fraternos e poéticos aos seus corações.

Djanira Felipe – mulher que escreve, faz e sabe o porquê.

 

 

Convite a semear consciente

Um momento, por favor,

Porque agora é diferente.

Fica feliz vem com a gente

CIRO GOMES é o nosso

CANDIDATO a PRESIDENTE!

 

Convido você a fazer um semear consciente.

Fazer a escolha coerente, eleger alguém que se importe.

Com as aflições que a gente sente.

Por isso, pensei em escreve, este poema a nossa gente.

 

Espero que tenha alcance de uma forma diferente.

Que não represente lamento nem denote sofrimentos,

Que não traduza somente lamúrias e desalentos.

Quero que o povo compreenda que os anseios nascem ardentes.

E a esperança não morre se esconde dentro da gente.

 

Há pessoas que não sabem

A porta certa a adentrar

Eu encontrei o caminho. A dica vai te levar.

Filiei-me ao PDT, filiei-me à AMT e espero lá por você!

 

Assim do Oiapoque ao Chuí nós podemos escolher

Ciro Gomes Presidente e o Brasil voltar a crescer

Porque Brizola é presente e Ciro é o Presidente

Que o povo brasileiro nas urnas vai eleger.

 

Brizola Presente Ciro Presidente

Eu no PDT Eu na AMT

Djanira Felipe – mulher que escreve, faz e sabe o porquê.

LIVRO É O MELHOR PRESENTE!

AMIGOS E LEITORES,

livros

LIVRO É O PRESENTE PARA TODAS AS PESSOAS DA SUA REDE DE RELACIONAMENTOS, DESDE O PARENTE, PASSANDO POR COLEGAS DE TRABALHO, DE ESCOLA, GRUPOS SOCIAIS EM GERAL, E, SOBRETUDO, OS AMIGOS QUERIDOS.

ADQUIRA, POR ENQUANTO, O SEU EXEMPLAR DIRETAMENTE COM A AUTORA. BASTA CLICAR NO LINK NA LATERAL DO BLOG (ADQUIRA AQUI), OU NA ABA PEDIDO DO SITE http://www.djanirafelipe.com.br, E ENVIAR UM E-MAIL INFORMANDO QUAL O LIVRO DESEJA (MARCAR O EXEMPLAR DESEJADO).

ABRAÇOS FRATERNOS E POÉTICOS AOS SEUS CORAÇÕES.

Djanira Felipe de Oliveira – Mulher que escreve. Mulher que faz. E sabe o porquê.

HOMENAGEM A ESCRITORA SYLVIA CRIVELLA

%d blogueiros gostam disto: