Arquivo da categoria: Saúde

14 DE JUNHO – DIA MUNDIAL DO DOADOR DE SANGUE

123

O Dia Mundial do Dador de Sangue é celebrado anualmente no dia 14 de junho.

A celebração do Dia Mundial do Dador tem como objetivo aumentar a consciência da necessidade de componentes sanguíneos seguros e agradecer a todos os dadores as suas dádivas voluntárias e benévolas, assim como reconhecer a sua importância e contributo em salvar vidas e em melhorar a saúde e qualidade de vida de muitos doentes.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 92 milhões de pessoas dão sangue anualmente, sendo que 45% destes dadores têm menos de 25 anos e 40% são mulheres. A OMS quer expandir este universo de dadores, encorajando outras pessoas a tornarem-se dadores de sangue. A organização pretende que em 2020 as dádivas de sangue em todos os países sejam completamente benévolas e não remuneradas.

Quem pode ser dador de sangue?

Pode proceder à doação de sangue se:

– Tiver entre 18 e 65 anos de idade
– Pesar mais de 50 quilos
– Gozar de boa saúde e tenha hábitos de vida saudáveis

Onde dar sangue?

Pode dar sangue nos:

– Centros regionais de sangue do Instituto Português do Sangue em Lisboa, Porto e Coimbra;
– Locais onde se realizam colheita de sangue móveis, no seu local de trabalho, centro comercial ou na sua área de residência;
S -Serviços de imunohemoterapia hospitalares.

O que fazer e o que não fazer depois de doar sangue?

– Deve-se beber líquidos em abundância.
– Não se pode conduzir por 30 minutos.
– Não se pode fumar por duas horas.
– Não se pode beber álcool por 12 horas.

 

FONTE: calendarr . com / portugal / dia – mundial – do – dador – de – sangue /

Anúncios

07 DE ABRIL – DIA MUNDIAL DA SAÚDE

N2RlYWJyaWwuanBnMTQwOTgxNA==

Em 1948, a primeira Assembleia Mundial da Saúde propôs que se criasse um Dia Mundial da Saúde, para comemorar a fundação da Organização Mundial de Saúde (OMS). Dois anos depois, em 1950, a data passou a ser festejada.

A cada ano, as Nações Unidas elegem um tema de saúde específico, que diga respeito à melhoria das condições de vida da humanidade naquele momento e que a OMS avalie necessário promover. O tema escolhido é trabalhado através de campanhas de educação e de conscientização em todo o mundo.

As campanhas e a luta pela melhoria das condições de saúde também fazem parte dos Objetivos do Milênio da ONU, que os países membros se comprometem a cumprir até 2015.

FONTE: 7a12 . ibge . gov . br / voce – sabia / calendario – 7a12 / event / 566 – dia – mundial – da – saude

02 DE ABRIL – DIA MUNDIAL DA CONSCIENTIZAÇÃO DO AUTISMO

dia-mundial-autismo

O Dia Mundial da Conscientização do Autismo, ou simplesmente Dia Mundial do Autismo, é comemorado dia 2 de Abril.

A data serve para ajudar a conscientizar a população mundial sobre o Autismo, um transtorno no desenvolvimento do cérebro que afeta cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo.

Origem do Dia Mundial do Autismo
O Dia Mundial de Conscientização do Autismo foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 18 de Dezembro de 2007, com o intuito de alertar as sociedades e governantes sobre esta doença, ajudando a derrubar preconceitos e esclarecer a todos.

Dia do Autismo no Brasil
No Brasil, o Dia Mundial do Autismo é celebrado com palestras e eventos públicos que acontecem por várias cidades brasileiras. O objetivo é o mesmo em todo o lugar, ajudar a conscientizar e informar as pessoas sobre o que é o Autismo e como lidar com a doença.

Nesta data, vários pontos turísticos do país são iluminados de azul, cor que simboliza o Autismo.

O que é o Autismo?
O Autismo pertence a um grupo de doenças do desenvolvimento cerebral, conhecido por “Transtornos de Espectro Autista” – TEA.

Os sintomas do autismo são: fobias, agressividade, dificuldades de aprendizagem, dificuldades de relacionamento, por exemplo. No entanto, vale ressaltar que o autismo é único para cada pessoa. Existem vários níveis diferentes de autismo, até mesmo pessoas que apresentam o transtorno, mas sem nenhum tipo de atraso mental.

 

FONTE: calendarr . com / brasil / dia -m undial – da – c onscientizacao – do – autismo /

25 DE NOVEMBRO – DIA NACIONAL DO DOADOR DE SANGUE

images

O Dia Nacional do Doador de Sangue serve para homenagear todas as pessoas que separam um tempo durante sua rotina para ser doador voluntário. Estas pessoas tem o seu sangue coletado para poder ajudar pacientes que precisam de transfusão de sangue.

No Brasil existem alguns requisitos para que uma pessoa possa doar sangue. Para realizar esta atividade, é necessário ser maior de 18 anos, ter peso superior à 50kg, não estar grávida, não ter feito tatuagens recentemente, entre outros requisitos.

Em 2011, Orestes Golanovski foi reconhecido como sendo o maior doador de sangue do Brasil, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Ele doou sangue até completar 65 anos, que é a idade máxima para que alguém faça a doação.

O Dia Nacional do Doador de Sangue é comemorado em 25 de novembro em todo o Brasil.

 

FONTE: calendariobr . com . br / dia – nacional – do – doador – de – sangue

NOVEMBRO AZUL: CAMPANHA NACIONAL DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O CÂNCER DE PRÓSTATA

Novembro Azul 2014

 

O Instituto Lado a Lado pela Vida idealizou o movimento Novembro Azul e, em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia, promove uma campanha nacional a favor da saúde masculina.

O câncer de próstata é o câncer mais frequente no sexo masculino, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Estatísticas apontam que a cada seis homens, um é portador da doença. A estimativa é de que, em 2014, 69 mil novos casos sejam diagnosticados, ou seja, a descoberta de um caso a cada 7,6 minutos.
No intuito de conscientizar a população masculina sobre a doença, visando a diminuir a taxa de mortalidade, que ainda é alta, o Instituto Lado a Lado pela Vida e a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) desenvolvem o Novembro Azul, uma iniciativa que já faz parte do calendário nacional das campanhas de prevenção no Brasil. O objetivo é combater a doença e, principalmente, motivar a população masculina a fazer exames preventivos.
O calendário de atividades do Novembro Azul 2014 conta com diversas ações em todos os estados brasileiros, que contemplam a iluminação de pontos turísticos e monumentos, palestras informativas para leigos, ações em estádios, intervenções em eventos populares e pedágios em locais de grande circulação, além de um fórum no Congresso Nacional e no Senado Federal.
“A campanha tem sido referência na missão de orientar a população masculina a cuidar melhor da saúde e procurar o médico com mais frequência. Os homens são mais resistentes à ideia de ir regularmente ao médico e, por isso, acabam descobrindo a doença em estágio já avançado”, diz Marlene Oliveira, presidente do Instituto Lado a Lado pela Vida.
“Depois do aparecimento dos sintomas, mais de 95% dos casos de câncer de próstata já se encontram em fase avançada. Por isso, é importante o exame regular através do toque retal e do PSA periodicamente”, afirma Carlos Corradi Fonseca, presidente da SBU.
A SBU recomenda que homens a partir de 50 anos procurem seu urologista para discutir a prática e a realização da avaliação. Aqueles com maior risco da doença (história familiar, raça negra) devem procurar o urologista a partir dos 45 anos. Os exames consistem na dosagem sérica do PSA e no exame digital retal, com periodicidade anual.
Esta prática está relacionada à diminuição de cerca de 21% na mortalidade pela doença em estudos de grande porte e longo seguimento.

Sobre o Câncer de Próstata:
A próstata é uma glândula do aparelho reprodutor masculino, que pesa cerca de 20 gramas, de forma e tamanho semelhantes a uma castanha. Ela localiza-se abaixo da bexiga e sua principal função, juntamente com as vesículas seminais, é produzir o esperma.
No Brasil, o câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais frequente em homens, após os tumores de pele. A doença pode demorar a se manifestar, exigindo exames preventivos constantes para não ser descoberta em estágio avançado e potencialmente fatal. Ela acontece quando as células deste órgão começam a se multiplicar de forma desordenada. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer de próstata é o sexto tipo mais comum de câncer no Brasil.

Dados:
– A estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca) para o câncer de próstata em 2014 é de 68.800 novos casos, ou seja, a descoberta de um caso a cada 7,6 minutos.
– Número de mortes em 2011: 13.129, ou seja, um óbito a cada 40 minutos.
– No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma).
– Em valores absolutos é o sexto tipo mais comum no mundo e o mais prevalente em homens, representando cerca de 10% do total de cânceres.

Dúvidas:
– Quais são os exames para detectar a doença?
A recomendação da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) é que homens a partir de 50 anos procurem seu urologista para discutir a prática e a realização da avaliação. Aqueles com maior risco da doença (história familiar, raça negra) devem procurar o urologista a partir dos 45 anos. Os exames consistem na dosagem sérica do PSA e no exame digital retal, complementares para o diagnóstico, com periodicidade anual.

– Por que não posso só fazer o exame de sangue?
Porque cerca de 10 a 20% dos casos não são detectados pela dosagem de PSA no sangue. O exame de toque e o PSA são complementares.

– Quais são os fatores de risco para o câncer de próstata?
• Idade (cerca de 62% dos casos são de homens a partir dos 65 anos)
• Histórico familiar
• Raça (maior incidência entre os negros)
• Alimentação inadequada, à base de gordura animal e deficiente em frutas, verduras, legumes e grãos
• Sedentarismo
• Obesidade
– É possível prevenir?
Evitar a doença, não. Mas é possível diagnosticá-la precocemente, quando as chances de cura são de cerca de 90%.

– Quais são os sintomas?
Na fase inicial, quando as chances de cura são maiores, não há qualquer sintoma. Por isso a importância dos exames. Na fase avançada, quando a cura é mais difícil, o paciente pode sentir: vontade de urinar com urgência, dificuldade para urinar e levantar várias vezes à noite para ir ao banheiro, dor óssea, queda do estado geral, insuficiência renal, dores fortes.

– Quais são as opções de tratamento?
De acordo com a fase do tumor e as características do paciente, o médico poderá definir quais as melhores formas de tratamento. Nos estágios iniciais da doença (tumores localizados e localmente avançados) a prostatectomia radical é o tratamento padrão. Consiste em uma cirurgia para retirada da próstata e apresenta altos índices de cura.

Sobre o Instituto Lado a Lado pela Vida:
O Instituto Lado a Lado pela Vida é uma instituição brasileira sem fins lucrativos, qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), idealizada em 2008. Desenvolve conceitos e projetos, além de apoiar e implantar ações voltadas ao campo da humanização em saúde e da atenção integral ao cidadão em diferentes fases da vida.
Preocupado com a saúde do homem, o Instituto criou em 2008 a campanha “Um Toque, Um Drible”, que tem o objetivo de promover uma mudança de paradigmas em relação à ida do homem ao médico para a realização de exames preventivos. A campanha permanece ativa durante o ano todo e, em novembro de 2012, criamos o Novembro Azul. Em 2013, o Novembro Azul superou todas as expectativas, sendo um marco norteador no País. Foram mais de 260 ações realizadas em 23 estados, com a distribuição de 1,5 milhão de folders e o impacto de mais de 30 milhões de pessoas.

Sobre a Sociedade Brasileira de Urologia:
A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) é uma associação científica sem fins lucrativos, representativa dos médicos brasileiros especializados em urologia, especialidade clínica e cirúrgica responsável pelo diagnóstico e pelo tratamento das enfermidades do sistema urinário de ambos os sexos e do sistema genital masculino.
A entidade foi fundada em 13 de maio de 1926 e possui hoje 27 seccionais espalhadas pelo Brasil, com a função de coordenar e monitorar a atividade urológica nas unidades federativas. A SBU congrega cerca de 5 mil profissionais.

 

FONTE: www . sbu . org . br / ? campanha – novembro – azul – 2014

CÂNCER DE MAMA: É PRECISO FALAR DISSO.

capa-facebook-outubro-rosa-2014-final1-e1412962899367

Câncer de Mama
• Segundo tipo mais frequente no mundo, o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres.
• Se diagnosticado logo no início e tratado oportunamente, o prognóstico é relativamente bom.
• No Brasil, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas, muito provavelmente porque a doença ainda é diagnosticada em estádios avançados.

Detecção Precoce
• Exame Clínico das Mamas (ECM) – Quando realizado por um médico ou enfermeira treinados, pode detectar tumor de até 1 (um) centímetro, se superficial. É recomendado que a mulher faça exames médicos de rotina, pois esses exames podem ajudar a identificar o câncer antes de a pessoa ter sintomas.

• Mamografia – A mamografia (radiografia da mama) permite a detecção precoce do câncer, ao mostrar lesões em fase inicial, muito pequenas (medindo milímetros). Deve ser realizada a cada dois anos por mulheres entre 50 e 69 anos, ou segundo recomendação médica.
É realizada em um aparelho de raio X apropriado, chamado mamógrafo. Nele, a mama é comprimida de forma a fornecer melhores imagens, e, portanto, melhor capacidade de diagnóstico.
O desconforto provocado é suportável.

Lei 11.664, de 2008
Ao estabelecer que todas as mulheres têm direito à mamografia a partir dos 40 anos, a Lei 11.664/2008 que entrou em vigor em 29 de abril de 2009 reafirma o que já é estabelecido pelos princípios do Sistema Único de Saúde.

Autoexame das Mamas
• É importante que as mulheres, independentemente da idade, conheçam seu corpo para saber o que é e o que não é normal em suas mamas. Ao identificarem alterações suspeitas, devem procurar imediatamente um serviço de saúde para avaliação profissional.

• Porém, o autoexame não substitui o exame clínico realizado por profissional de saúde (médico ou enfermeiro) qualificado para essa atividade.

Cuidados com a saúde
• Amamentação, prática de atividade física e alimentação saudável com a manutenção do peso corporal são fatores de proteção e estão associados a um menor risco de desenvolver a doença.

• Evitar a obesidade, através de dieta equilibrada e prática regular de exercícios físicos, é uma recomendação básica para prevenir o câncer de mama, já que o excesso de peso aumenta o risco de desenvolver a doença.

• A ingestão de álcool, mesmo em quantidade moderada, é contra-indicada, pois é fator de risco para esse tipo de tumor, assim como a exposição a radiações ionizantes em idade inferior aos 35 anos.

• Ainda não há certeza da associação do uso de pílulas anticoncepcionais com o aumento do risco para o câncer de mama. Podem estar mais predispostas a ter a doença mulheres que usaram contraceptivos orais de dosagens elevadas de estrogênio, que fizeram uso da medicação por longo período e as que usaram anticoncepcional em idade precoce, antes da primeira gravidez.

Sintomas
• Podem surgir alterações na pele que recobre a mama, como abaulamentos ou retrações, inclusive no mamilo, ou aspecto semelhante a casca de laranja.

• Secreção no mamilo também é um sinal de alerta.

• O sintoma do câncer palpável é o nódulo (caroço) no seio, acompanhado ou não de dor mamária.

• Podem também surgir nódulos palpáveis na axila.

Mais informações
• Embora a hereditariedade seja responsável por apenas 10% do total de casos, mulheres com história familiar de câncer de mama, especialmente se uma ou mais parentes de primeiro grau (mãe ou irmãs) foram acometidas antes dos 50 anos, apresentam maior risco de desenvolver a doença.
Esse grupo deve ser acompanhado por médico a partir dos 35 anos. É o profissional de saúde quem vai decidir quais exames a paciente deverá fazer. Primeira menstruação precoce, menopausa tardia (após os 50 anos), primeira gravidez após os 30 anos e não ter tido filhos também constituem fatores de risco para o câncer de mama.

Mulheres que se encaixem nesses perfis também devem buscar orientação médica.

10 MOTIVOS PARA VOTAR EM CRIVELLA GOVERNADOR

CRIVELLA É A CERTEZA DA MUDANÇA!

29 DE AGOSTO – DIA NACIONAL DE COMBATE AO FUMO

Tabagismo-redução-redes-sociais-smkbd-fumo

O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo. A OMS estima que um terço da população mundial adulta, isto é, 1 bilhão e 200 milhões de pessoas (entre as quais 200 milhões de mulheres), sejam fumantes. Pesquisas comprovam que aproximadamente 47% de toda a população masculina e 12% da população feminina no mundo fumam.

As estatísticas revelam que os fumantes comparados aos não fumantes apresentam um risco 10 vezes maior de adoecer de câncer de pulmão; 5 vezes maior de sofrer infarto; 5 vezes maior de sofrer de bronquite crônica e enfisema pulmonar e 2 vezes maior de sofrer derrame cerebral.

No Brasil, o câncer de pulmão é o tipo de tumor mais letal e também uma das principais causas de morte no país. Ao final do século XX, o câncer de pulmão se tornou uma das principais causas de morte evitável. O consumo de tabaco é o mais importante fator de risco para o desenvolvimento de câncer de pulmão. Comparados com os não fumantes, os tabagistas têm cerca de 20 a 30 vezes mais risco de desenvolver câncer de pulmão.

A OMS classificou o tabaco como um dos fatores que mais contribuem para a epidemia de doenças não contagiosas como ataques cardíacos, derrames, câncer e enfisema. O grupo é responsável por 63% de todas as mortes no mundo. Outras doenças relacionadas ao tabagismo são: hipertensão arterial, aneurismas arteriais, úlcera do aparelho digestivo, trombose vascular, osteoporose, Catarata, impotência sexual no homem, infertilidade na mulher, menopausa precoce e complicações na gravidez.

No Brasil em dias atuais o tratamento do tabagismo tem como referência o Sistema Único de Saúde (SUS), sendo regulado por Portarias do Ministério da Saúde (Portaria nº 1.035/2004 e Portaria nº 442/2004) que ampliam o acesso da abordagem nos 3 níveis de atenção à saúde (básica, média e alta complexidade).

Esse modelo de tratamento é baseado na abordagem cognitivo comportamental  possibilitando que o tratamento seja realizado em grupo ou individualmente, e tem como objetivo  auxiliar o fumante a desenvolver habilidades que o auxiliarão a permanecer sem fumar. O apoio medicamentoso, quando necessário, é outro recurso usado no tratamento do tabagismo e disponibilizado na rede SUS.

Não obstante a isso, setores da sociedade civil mostram-se presente na temática de prevenção ao tabagismo, desde empresas, ONGs e ações individuais que realizam programas preventivos com intuito de conscientizar o indivíduo sobre consequências do tabaco à saúde.

 Conscientize-se!

 

Programa de Prevenção Feliz com a Vida.

CAURJ

 

Fonte: www . caurj . com . br/caurj/? op=91

DENNY : A LINDA E INOVADORA BICICLETA URBANA ‘TUDO-EM-UMA’!

Essa bicicleta definitivamente é uma das mais alucinantes que eu já vi na vida e você provavelmente vai concordar comigo! Me refiro à DENNY, fruto de um design colaborativo entre TEAGUE e Sizemore. O projeto foi o vencedor da Oregon Manifest, Bike Design Project, uma competição de design que associa cinco estúdios de altíssimo nível com artesãos americanos de bicicleta para criar a solução definitiva em bikes urbanas. Eles conseguiram impressionar os jurados com o engenhoso guidão que se transforma em trava, sistema exclusivo de para-lamas, câmbio automático e estilo moderno.
A inspiração veio da diversidade e a imprevisibilidade da cidade de Seattle. Do câmbio automático com assistência para a pedalada à iluminação reativa – além da trava integrada e a redefinição do pára-choque -foi criada a mais completa experiência possível em bicicletas. Com isso, DENNY é a solução “tudo-em-uma” que atende segurança e às importantes necessidades de conveniência. Em última análise, a bicicleta DENNY nasceu a partir de uma premissa simples: “uma bicicleta que remove as barreiras para as pessoas tornarem-se pilotas de todos os dias”.
Esta maravilha muito em breve será produzida pelo parceiro de desenvolvimento, Fuji Bikes. Ainda não há estimativa de custos para produção e venda, mas quem é fã de uma boa pedalada certamente vai querer uma dessas.
“Tudo incluído – Apenas pedale”
Só sei de uma coisa: EU QUERO!!! Confira:
Características de segurança:
Guidão removível que vira trava, com sistema de parada rápidaCaracterísticas de conveniência:
Câmbio automático
Auxílio elétrico para pedalada sem esforço
Bandeja integrada como parte do quadro
Bateria removível para facilitar a carga
Design minimalista do pára-choque: remove água do pneu

Características de segurança:
Iluminação totalmente integrada: setas, farol e luz de freio
Acendimento automático que reage às condições naturais de iluminação
Luzes de segurança que iluminam o caminho ao redor da bicicleta

Fonte : www . ideiaquente . com /2014 / 08 /denny-bicycle-oregon-manifest-teague-sizemore-bike-design-project . html ? m=1

O DIA NACIONAL DA SAÚDE É COMEMORADO EM 05 DE AGOSTO

Banner-Dia-Nacional-da-Saúde

O Dia Nacional da Saúde é comemorado em 05 de agosto, data em que, em 1872, nasceu Oswaldo Gonçalves Cruz, médico brasileiro que atuou como Diretor-Geral de Saúde Pública de 1903 a 1907.

Oswaldo Cruz ingressou na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro aos 15 anos e, quatro anos depois, se especializou em Bacteriologia no Instituto Pauster de Paris. Ao voltar da Europa, engajou-se na luta contra a peste bubônica, que assolava o Porto de Santos.

Em 1903, o médico foi nomeado Diretor-Geral de Saúde Pública, cargo que corresponde atualmente ao de Ministro da Saúde.

Durante o tempo em que ocupou este cargo (1903-1907), Oswaldo Cruz combateu rigorosamente a febre amarela, a peste bubônica, e a varíola.

Em novembro de 1904, estourou na capital, Rio de Janeiro, a Revolta da Vacina, levante popular contrário a uma medida do governo, que estabelecia a obrigatoriedade da vacinação antivariólica.

Apesar de, ter o governo derrotado os revoltosos, foi revogada a obrigatoriedade da vacinação.

Quatro anos depois, uma violenta epidemia de varíola levou a população em massa aos postos de vacinação. O Brasil reconhecia então, o valor de seu sanitarista. Em 1913, Oswaldo Cruz, foi eleito para a Academia Brasileira de Letras. Quatro anos depois, sofrendo de insuficiência renal, morreu com apenas 44 anos de idade.

Fonte: UFGNet; Soleis

CUIDADO COM AS HEPATITES VIRAIS

hepatitesvirais

Segunda-feira passada, 28/07/2014, foi o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais. A hepatite é uma inflamação que pode alterar o funcionamento no fígado da pessoa, contribuindo para o aparecimento de cirrose, câncer e outras doenças.

Existem várias formas de hepatite. As mais comuns são as virais causadas por vírus e são classificadas como do tipo: A, B, C, D e E.

Hepatite A:

Causada pelo vírus A (HAV), esta doença é transmitida através do contato com humano infectado ou por água e alimentos contaminados (transmissão fecal-oral). A maioria das pessoas consegue eliminar naturalmente o vírus A. Apesar de existir vacina (não disponível no serviço público de saúde), as melhores formas de prevenção da doença são: saneamento básico (tratamento de esgoto e água) e higiene no preparo de alimentos.

Hepatite B:

Uma DST que age silenciosamente contra o fígado.

O HBV, vírus que causa a hepatite B, é transmitido através de relações sexuais sem camisinha e através do contato com sangue contaminado. Existe uma vacina contra o vírus da hepatite B disponível nos postos de saúde, gratuitamente, para alguns grupos. Soropositivos para o HIV que não estejam infectados pelo HBV podem ser indicados à vacinação.

Hepatite C:

Sem vacina, a doença é comum entre usuários de drogas. Ela é transmitida através do contato com sangue contaminado. Apesar de a transmissão sexual não ser considerada significativa, existem formas de contrair o HCV fazendo sexo sem camisinha.

Hepatite D (delta):

Causada pelo vírus D que, para se manifestar, necessita da presença do vírus da hepatite B (HBV). Suas formas de transmissão, prevenção e tratamento são parecidos com os da hepatite B.

Hepatite E:

Causada pelo vírus E (HEV), está relacionada a condições de saneamento básico, como a hepatite A. Cuidemos de nossa saúde, pois é o nosso bem mais precioso!

Fonte: Síntese da matéria original do site, abaixo, elaborada por Márcia Santos – Assistente Social, em 30/07/2014.

saberviver . org . br / publicacoes / o-que-sao-as-hepatites-virais /

%d blogueiros gostam disto: