Arquivo mensal: julho 2014

CUIDADO COM AS HEPATITES VIRAIS

hepatitesvirais

Segunda-feira passada, 28/07/2014, foi o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais. A hepatite é uma inflamação que pode alterar o funcionamento no fígado da pessoa, contribuindo para o aparecimento de cirrose, câncer e outras doenças.

Existem várias formas de hepatite. As mais comuns são as virais causadas por vírus e são classificadas como do tipo: A, B, C, D e E.

Hepatite A:

Causada pelo vírus A (HAV), esta doença é transmitida através do contato com humano infectado ou por água e alimentos contaminados (transmissão fecal-oral). A maioria das pessoas consegue eliminar naturalmente o vírus A. Apesar de existir vacina (não disponível no serviço público de saúde), as melhores formas de prevenção da doença são: saneamento básico (tratamento de esgoto e água) e higiene no preparo de alimentos.

Hepatite B:

Uma DST que age silenciosamente contra o fígado.

O HBV, vírus que causa a hepatite B, é transmitido através de relações sexuais sem camisinha e através do contato com sangue contaminado. Existe uma vacina contra o vírus da hepatite B disponível nos postos de saúde, gratuitamente, para alguns grupos. Soropositivos para o HIV que não estejam infectados pelo HBV podem ser indicados à vacinação.

Hepatite C:

Sem vacina, a doença é comum entre usuários de drogas. Ela é transmitida através do contato com sangue contaminado. Apesar de a transmissão sexual não ser considerada significativa, existem formas de contrair o HCV fazendo sexo sem camisinha.

Hepatite D (delta):

Causada pelo vírus D que, para se manifestar, necessita da presença do vírus da hepatite B (HBV). Suas formas de transmissão, prevenção e tratamento são parecidos com os da hepatite B.

Hepatite E:

Causada pelo vírus E (HEV), está relacionada a condições de saneamento básico, como a hepatite A. Cuidemos de nossa saúde, pois é o nosso bem mais precioso!

Fonte: Síntese da matéria original do site, abaixo, elaborada por Márcia Santos – Assistente Social, em 30/07/2014.

saberviver . org . br / publicacoes / o-que-sao-as-hepatites-virais /

PESSOAS IDOSAS RECEBEM CAPACITAÇÃO PARA NAVEGAR NA INTERNET

idosos_arquivo

Criar uma conta no facebook e ampliar a rede de amigos foram os primeiros frutos que o barbeiro aposentado Altevir de Souza Gama, 71, colheu após frequentar o curso de inclusão digital da pessoa idosa, promovido pela Companhia de Comunicação do Paraná (Celepar). “Isso pra mim é um passatempo”, conta Altevir que já tem mais de 1.000 amigos na rede social. As primeiras páginas que ele navega logo cedo são os noticiários de todo o Brasil.

Nesta semana, Altevir participa pela terceira vez do curso, que está sendo oferecido nesta semana, no Colégio Estadual Manoel Ribas, em Curitiba. “O curso mudou muito minha vida, inclusive melhorando minha saúde. Além de ser de graça, fazemos muitos amigos. Eu tinha medo de ligar o computador, porque achava que era muito difícil, mas com incentivo e dedicação de quem nos ensina, até os remédios antidepressivos são evitados”, afirmou ele.

Promover a inclusão social da pessoa idosa através da internet é o foco da iniciativa. Desde o lançamento do programa, no final do ano passado, mais de 600 idosos foram capacitados em Curitiba e em sete cidades do interior do Paraná.

Elas recebem o treinamento sobre noções básicas do uso do computador, internet e redes sociais. “É possível encontrar na internet informações sobre as mais diferentes áreas de interesse”, diz Antônio Carlos Renault Schimaleski, coordenador do Projeto de Inclusão Social da Pessoa Idosa da Celepar. “Imagine uma pessoa que goste de jardinagem ou artesanato, por exemplo. Há muito conteúdo relacionado a esses temas na internet”, afirma.

ESTATUTO – A inclusão na área da tecnologia da informação é prevista no estatuto do Idoso. “O estatuto prevê em um dos seus artigos que é obrigação do poder público a atualização tecnológica da pessoa idosa, mediante a realização de cursos com conteúdos adaptados, de forma a familiarizá-los com recursos de computação inclusive”, explica Schimaleski.

Ele ressalta, ainda, que o Estado está cumprindo seu papel com a atualização do idoso. “Não vamos capacitá-los para o mercado de trabalho, mas sim tirá-lo da segregação através de recursos de tecnologia da informação, ampliando sua rede de relacionamentos”, explica.

INCLUSÃO SOCIAL – Pedagoga, aposentada desde os 45 anos, Cerina Joana Brzezinski, 71, conta que já pensou em contratar uma pessoa para ensiná-la a mexer no computador, pois aprender sozinha é muito difícil. “Isso abre nossos horizontes, pois hoje tudo gira em torno de um computador e da internet. Até mesmo inscrição para festas”, diz ela.

A falta de conhecimento sobre o uso da tecnologia passa a ser um peso na vida da pessoa idosa que não acompanhou os avanços do mundo digital. “Você pode conhecer as coisas, mas se não sabe mexer no computador acaba ficando marginalizado”, comenta dona Cerina. A tecnologia está presente no comércio, com o cadastro de e-mails, a pesquisa de preços e reclamação do direito do consumidor.

SAÚDE – Mais do que promover a inclusão social, a aproximação da pessoa idosa com a tecnologia afasta doenças recorrentes da idade. Apaixonada por música, a aposentada Creusa de Castro Preidum, 75, comenta que o negócio é sair de casa.

“Os médicos geriatras nos aconselham a não ficar em casa por causa daquela doença horrorosa que pega os velhinhos desprevenidos, o tal do Alzheimer”, brinca Creuza. Ela pretende comprar uma impressora e imprimir letras de músicas para tocar no violão.

Depois de doze anos cuidando do marido doente, Creusa afirma que quer fazer todos os cursos que aparecerem. “Só não vou fazer balé porque não dá mais”, diz. Como professora aposentada, ela sente falta do convívio com as pessoas.

O CURSO – Com duração de 12 horas, o curso é realizado em quatro dias. O conteúdo começa com o contato do idoso com o equipamento, familiarizando-se com o mouse e o teclado. Após isso, a ênfase é dada ao acesso à internet e redes sociais. Ainda neste mês de julho, a Celepar promove o curso de Inclusão Social da Pessoa Idosa em Laranjeiras do Sul e Pato Branco.

Fonte: Agência de Notícias Paraná – 09/07/2014

NOVAS TECNOLOGIAS ENTRAM NO CORPO HUMANO

Às vezes, o avanço das tecnologias me assustam, mas enquanto a evolução ficar restrita ao corpo vou tentando suportar os receios, Acredito que o homem poderá inventar, clonar, coisificar, porém, a alma somente a Deus compete dar. Pensando assim fortaleço a minha Fé de que a criatura jamais deixará de ser criatura. Amém!

Saindo da minha consideração vamos ler a matéria que de fato auxiliará no campo da medicina e minimizará os sofrimentos das pessoas.

Djanira Felipe de Oliveira – Mulher que escreve. Mulher que faz.  E sabe o porquê.

Entre as inovações, destacam-se órgãos artificiais, câmeras em miniatura e impressoras 3D

 

size_590_pancreas-artificial

Mulher usa protótipo de pâncreas bio-artificial, em Estrasburgo, França

 

Paris – Uma câmera em miniatura engolida como se fosse um comprimido, um micro circuito fixado no olho, um pâncreas artificial: as tecnologias de vanguarda invadem o corpo humano para diagnosticar, tratar e curar.

A seguir, alguns objetos técnicos futuristas da medicina atual:

Câmera na pílula

Como no filme americano dos anos 1960 “Viagem Fantástica”, no qual um submarino em miniatura e sua tripulação viajam pelo corpo humano, a “vídeo-cápsula” é uma câmera fotográfica em miniatura do tamanho de uma pílula. O objetivo é explorar o trato digestivo, por exemplo, em casos se hemorragias sem explicação.

Esta cápsula, utilizada uma única vez, capta mais de 50.000 fotos em sua viagem interior, até ser expelida por vias naturais.

 A vantagem com relação à endoscopia é que não precisa de anestesia. Recomenda-se ao paciente caminhar durante o exame para facilitar a progressão da cápsula. As fotos são captadas à medida que o dispositivo avança, mediante captores e uma caixa portátil perto do corpo.

“A cápsula funciona bem e vários estudos demonstram sua boa sensibilidade para detectar pólipos”, pequenos tumores que podem provocar câncer, explicou o médico Jean-Christophe Saurin, do hospital Edouard Herriot, em Lyon. Mas um dos principais inconvenientes, segundo o gastroenterologista, é o preço: € 600, cerca de R$ 1.800.

Eletrodos na retina

Para curar a retinose pigmentar, uma doença hereditária degenerativa que causa cegueira aos 40 anos, uma solução de alta tecnologia, “o alto biônico”, está sendo implementada nos Estados Unidos e na Europa.

A ideia é simular artificialmente o olho com eletrodos colocados sobre a retina deficiente para recriar a visão. Mais de cem pacientes já receberam “retinas artificiais”.

“Se tivessem nos falado disto há dez anos, teríamos dito que é ficção científica. Hoje é uma realidade”, comentou Gérard Dupeyron, chefe do serviço de oftalmologia do hospital de Nîmes (sul da França). Um olho biônico custa em torno de € 100.000, cerca de R$ 300.000.

Pâncreas artificial

Em muitos casos de diabetes, as injeções já são coisa do passado. A bomba de insulina, que tem a forma de uma discreta caixinha levada na cintura, revolucionou a vida de inúmeros pacientes.

“As bombas são sistemas de injeção destinados a simular o funcionamento normal do pâncreas”, explicou o especialista em diabetes Leon Perlemuter no portal da liga de diabéticos da França.

Um dispositivo eletrônico, dotado de uma reserva de insulina e de um sistema de injeção ligado ao corpo por um cateter e uma pequena agulha, permite liberar continuamente a dose de insulina adequada.

“Para nós, diabéticos, é algo fantástico”, afirma Isabelle Blackie, em vídeo difundido pela Federação Francesa de Diabéticos (FFD).

A última etapa seria um aparelho autônomo e invisível implantado no abdômen.

Impressão em 3D de tecidos vivos

Aplicar o princípio das impressoras 3D aos tecidos vivos é o Graal buscado atualmente por vários laboratórios no mundo.

O objetivo é, mediante a superposição de finas camadas de células, reproduzir tecidos como cartilagem e órgãos inteiros para enxertá-los.

Vários avanços neste sentido foram alcançados em Estados Unidos, China e Grã-Bretanha.

No laboratório Biomateriais e Reparação de Tecidos da Universidade Victor Segalen, de Bordeaux (sudoeste da França), o pesquisador Fabien Guillemot trabalha na recriação de tecidos usando técnicas de impressão a laser.

“A ideia é reconstruir, diretamente in situ, dentro do corpo humano, o tecido de um órgão afetado, imprimindo diretamente os elementos biológicos”, explica.

 

Este avanço traz questões éticas. “Pode-se imaginar a utilização destas tecnologias (…) para fabricar tecidos artificiais, cujo desempenho será superior ao dos tecidos e órgãos atuais, o que não é necessariamente desejável”, acrescenta Guillemot.

http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/novas-tecnologias-entram-no-corpo-humano

 

 

ANATASHA MECKENNA – TEMA DO FILME ERA UMA VEZ NO OESTE

Amigos,

Anatasha Meckenna é um presente de Deus. Ela canta e encanta. Transmite Paz e a sua Missão é disseminar o Amor. O mais Puro Amor

Djanira Felipe de Oliveira – Mulher que escreve. Mulher que faz. E sabe o porquê.

 

19 DE JULHO – DIA DA CARIDADE

caridade2

A Lei nº 5.063, de 4 de julho de 1966, instituiu o dia 19 de julho como sendo o dia da caridade. É certo que a lei não torna a caridade obrigatória, nem mesmo a sua comemoração neste dia. Então, o que terá levado o legislador a tal indicação normativa, que não encerra norma alguma? Como nas outras comemorações, do mesmo modo apontadas em normas jurídicas, proclama uma questão moral, sub-sumida no conceito de caridade, dando-lhe significação com vivencial, que é em última análise o objeto do Direito.

Trata-se de um artifício, do ponto de vista jurídico, com vistas à reflexão.

A caridade é um conceito cristão, nem por isso necessariamente repudiado por outras religiões. Paulo, na 1ª Epístola aos Coríntios, ressoando a Parábola do Bom Samaritano, fala-nos da caridade, considerando-a como a virtude mais excelente, mesmo em face da fé e da esperança (“A maior delas, porém, é a caridade”, cf. a tradução da Bíblia de Jerusalém). Entre os espíritas, que construíram ao lado das teologias tradicionais um modelo teórico que dá dimensão espiritual aos ensinos do Cristo, a caridade vem pontuada na máxima: “Fora da caridade não há salvação”. Ainda marcada pela palavra “salvação”, a expressão indica, em realidade, a idéia de evolução, ou seja, a transformação moral do Espírito.

Mas, que vem a ser a caridade e porque se dá a ela tanta significação, centralizando todo o modelo existencial cristão? Dir-se-á que a caridade é o amor em movimento, expressando-se. Logo, sem amor não há verdadeiramente caridade. Veja-se a expressão de Paulo: “Ainda que distribuísse todos os meus bens aos famintos,… se não tivesse a caridade, isso nada me adiantaria”. E aqui não se está falando de amor a alguma coisa excelente ou, mesmo, a alguém com merecimentos estéticos, existenciais, ou ainda, fragilidades. Mas, de amor, simplesmente, como prefere Madre Tereza, patrimônio espiritual imperturbável e inextinguível. Portanto, no processo espiritual evolutivo o que nos edifica e posiciona vibratoriamente nas
dimensões da espiritualidade, não é a obra ou o serviço em si (a que se dá valor, entretanto), mas a mudança interior ou a renovação mental, que permite compreender o poema franciscano do “é dando que se recebe”.

A caridade pode ser material ou moral, mas é imprescindível distinguir, na esteira de Kardec, a caridade benevolente da caridade beneficente. Nas palavras do Codificador “se a beneficência é necessariamente limitada, nada além da vontade poderia estabelecer limites à benevolência”. Entreguemos-nos à caridade como valor subjetivo, essencial à evolução do Espírito, posto que, como define Paulo, “A caridade é paciente; a caridade é prestativa, não é invejosa, não se ostenta, não se incha de orgulho. Nada faz de inconveniente, não procura o seu próprio interesse, não se irrita, não guarda rancor. Não se alegra com a injustiça, mas se regozija com a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”.

Fonte:www . cefacweb . com . br/noticias/noticias-2012/258-dia-da-caridade-1907 . html

17 DE JULHO – DIA DE PROTEÇÃO ÀS FLORESTAS

desmatamento-amazonia

O dia de 17 de Julho é o Dia de Proteção às Florestas, para nós, brasileiros, uma data como essa é de extrema relevância, visto que somos conhecidos mundialmente como o país das florestas. A Floresta Amazônica é a maior reserva genética e a maior floresta tropical do mundo, bem como abriga um quinto da água potável disponível na terra.

Infelizmente, esses números vêm diminuindo por conta da agropecuária e da indústria madeireira que têm devastado a região consideravelmente, tanto que nas últimas décadas o rombo provocado na região totaliza uma área superior à da França. Apenas entre os anos de 2001 e 2002, o índice de desmatamento aumentou em 40%.

Diante desses números, cabe aproveitar a data para refletir sobre nossas atitudes e repensar as políticas públicas ambientais. Há diversas ONGs engajadas em preservação do meio ambiente que buscam voluntários e a população também tem o direito e o dever de cobrar as autoridades responsáveis, fazer denúncias sobre exploração ilegal de reservas naturais, por exemplo.

13 DE JULHO – DIA DO CANTOR

cantor

Na música, um cantor ou vocalista é o músico que canta, ou seja, usa a voz como seu instrumento musical. Um cantor principal ou solista é aquele que canta a voz primária de uma música, enquanto o cantor de apoio (ou o grupo coral) canta a voz de apoio (ou, a parte do canto coral) de uma música. Já diz o ditado popular: quem canta seus males espanta. Além de espantar os males, é capaz de reunir multidões.

E é por isso que o cantor faz tanto sucesso: no uso de sua bela voz, diverte o público e ajuda a trazer a lembrança momentos, pessoas, lugares. Alguns comemoram o dia do cantor no dia 13 de julho (hoje), outros consideram o dia 27 de setembro. Mas para o vocalista isso não importa: o que vale é celebrar, cantar.

A Lei

A Lei Nº 3.857 de 22/12/1960, dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de músico e para tal foi criada a Ordem dos Músicos do Brasil. É ela que exerce, em todo o país, a seleção, a disciplina, a defesa da classe e a fiscalização do exercício da profissão do músico, mantidas as atribuições específicas do respectivo sindicato.

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) reconhece a ocupação como ‘Músico intérprete cantor’.

Embora não seja obrigatório, o registro é importante para aqueles que desejam seguir a carreira.

(MTE/Afaiterj)

IMPRESSORA 3D USARÁ GARRAFAS PET COMO MATÉRIA-PRIMA

imp3d

Garrafas PET são responsáveis pela poluição de praias e oceanos pelo mundo todo, com bilhões delas indo para o lixo antes de serem reclicladas, todos os anos. Uma parceria entre o rapper americano Will.i.Am e a Coca-Cola, no entanto, pode melhorar a situação, ao menos um pouco, por meio de uma impressora 3D que utiliza garrafas PET como material para impressão.

Embora não vá ser possível que um usuário simplesmente derreta as próprias garrafas em casa para criar material para a impressora, os cartuchos serão, em parte, produzidos com garrafas recicladas, e serão vendidos nas cores vermelho, branco, preto e transparente. Não por coincidência, são as cores da marca (e líquido) da Coca-Cola.

A impressora, chamada de EkoCycle Cube, custará US$ 1.199 (R$ 2.644 reais) e tem seu lançamento estimado para o segundo semestre de 2014. No vídeo abaixo, Will.i.am mostra alguns dos objetos criados pela impressora.

Fonte: olhardigital . uol . com . br/noticia/impressora-3d-usara-garrafas-pet-como-materia-prima/42848

O QUE PODE OU NÃO SER FEITO PELO SERVIDOR DURANTE A CAMPANHA ELEITORAL

2f27fdbbe5acd6e8e6892fa24297ce9c

Confira as regras do funcionalismo durante as eleições

Rio – Com o começo da campanha eleitoral no próximo domingo, os servidores públicos devem ficar atentos às normas e leis que regem a postura do funcionalismo durante o processo. Qualquer atitude errada, mesmo que por falta de conhecimento, pode provocar até mesmo a inelegibilidade do candidato.

O simples uso de camiseta, boné ou botton com o nome do candidato durante o expediente de trabalho do servidor é proibido, segundo o Ministério Público Federal (MPF).

O órgão cita a Lei das Eleições (9.504/97), que elenca um rol de condutas vedadas ao agente público, incluindo o Artigo 73, Inciso III, que trata da cessão de servidor como cabo eleitoral durante o horário normal de expediente.

Logo, segundo o MPF, o uso de qualquer objeto vinculado à imagem de determinado partido ou candidato estaria proibido pela legislação eleitoral. Essa prática, além de conduta vedada, também é considerada propaganda eleitoral irregular.

Sócio do Gomes e Mello Frota advogados e co-autor do livro o novo Direito Eleitoral Brasileiro, Leandro Mello Frota, explica que o servidor também não pode distribuir materiais de campanha, incluindo os chamados “santinhos”. Ele ressalta que após o término do horário de serviço, o funcionário tem direito de fazer campanha do candidato de sua predileção.

O advogado completa que a autorização deste tipo de atividade fora do expediente, permite o funcionário público não precisar de afastar do cargo para apoiar o candidato.

Sócio titular da Advocacia Alberto Rollo e presidente do Instituto de Direito Político Eleitoral e Administrativo (Idipea), Alberto Lopes Mendes Rollo, também destaca que é expressamente proibido fazer uso de objetos da repartição pública para pedir votos para o candidato de preferência. Isso inclui desde o uso do computador, material de papelaria e telefone para pedir votos ao político.

Alberto Rollo explica que, caso o servidor se candidate à uma vaga eleitoral, não pode vincular o cargo público no material de campanha, exemplo: “O professor (nome e esfera de atuação) pede o seu voto para mudar a Educação no país”. Contudo, é permitido vincular o cargo do funcionário ao candidato por ele escolhido.

SANÇÕES PREVISTAS

Leandro Mello Frota declarou que o servidor público que descumprir as normas sofrerá as sanções do Artigo 73 da Lei 9.504/97: “Pela perspectiva eleitoral, podendo resultar até mesmo na inelegibilidade do candidato. Por outro lado, o servidor pode estar sujeito à incidência da lei de improbidade, correndo risco de abertura prévia de uma sindicância contra o funcionário”.

LICENÇA REMUNERADA

Segundo o MPF, é garantido ao servidor o direito ao recebimento dos vencimentos integrais durante o período de licença, para quem se candidatar às eleições gerais. Este funcionário deve pedir licença do seu cargo ou emprego público até três meses antes das eleições. Quem se afasta formalmente, mas continua exercendo suas funções, estará impedido de concorrer.

Alessandra Horto

fonte: odia . ig . com . br/noticia/economia/2014-06-28/o-que-pode-ou-nao-ser-feito-pelo-servidor-durante-a-campanha-eleitoral . html

2 DE JULHO: DIA NACIONAL DO BOMBEIROS

concurso-bombeiros-2011-2012

Em todos os setores do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, a missão é a mesma: salvar. Seja em um resgate, em uma atividade de prevenção ou na simples assinatura de um documento: tudo gira em torno do mesmo objetivo. Embora nós nunca deixemos de atuar, pois estamos 24 horas a serviço da população, independentemente do dia, hoje é uma data especial para todos nós, Bombeiros Militares e Comunitários de Santa Catarina.

No dia 02 de julho de 1856, através do Decreto Imperial Nr 755, o Imperador Dom Pedro II criou o primeiro Corpo de Bombeiros do Brasil: o Corpo de Bombeiros Provisórios da Corte. Em nosso país, desde 1954, comemora-se oficialmente nessa data o Dia Nacional do Bombeiro graças ao Decreto Federal Nr 35.309, assinado pelo então Presidente Getúlio Vargas, que instituiu a data festiva em função das demonstrações do povo pelas constantes provas de valor e bravura dos integrantes dessas dedicadas Corporações.

Ser bombeiro é sobretudo, mais que uma profissão, é um estilo de vida. O bombeiro carrega consigo dioturnamente a responsabilidade de auxiliar, e a eterna observância da segurança do seu próximo. Quem ombreia conosco a luta diária, aqueles que estiveram em nossas fileiras ou passaram por algum tipo de treinamento de bombeiro, jamais esquecem do dever que escolheram para as suas vidas.

Estas pessoas que mesmo com o risco da própria vida se empenham na defesa da integridade de cidadãos, patrimônios e da natureza, lembram-me as palavras de Martin Luther King, ativista político estadunidense: “Se você não está pronto para morrer por alguma coisa, então você não está pronto para viver.”

Parabéns a todos os Bombeiros Militares e Comunitários de Santa Catarina!

Fonte: www . cbm . sc . gov . br/index . php?option=com_content&view=article & id=509:02-de-julho-dia-nacional-dos-bombeiros & catid=76 : noticias-cbmsc&Itemid=117

02 DE JULHO – DIA DO HOSPITAL

dia-do-hospital

O dia do hospital é comemorado em 02 de julho, data na qual foi fundada a Santa Casa de Misericórdia da cidade de Santos, um dos maiores hospitais do Brasil, no ano de 1945, pelo governo do presidente Getúlio Vargas.

O hospital público é um local que oferece serviços médicos gratuitos e obrigatórios, pois está determinado pela constituição do nosso país que a saúde é direito de todos e dever do Estado.

Os atendimentos podem variar entre consultas, curativos, exames, serviços laboratoriais, tratamentos, e outros.

Algumas unidades prestam serviços de pronto-socorro (atendimento imediato) para acidentados ou pessoas que estejam em crise, passando muito mal, com convulsões, cólicas renais, desmaios, dores fortes, etc. A eficiência dos médicos e outros profissionais deve ser de muita qualidade, pois a rotatividade de pacientes é bem grande. Existem ainda unidades que prestam serviços especializados, como pediatria, cardiologia, neurologia, maternidade, ortopedia, dentre outros.

Os hospitais particulares cobram caro pelos serviços prestados, e as pessoas acabam pagando planos de saúde que apresentam algumas limitações, ficando a desejar na hora de prestar os atendimentos. Muitas pessoas não são atendidas conforme suas necessidades, gerando desconforto e problemas a serem resolvidos. Para que isso não aconteça é importante buscar informações sobre o contrato de prestação de serviços e a capacidade da empresa contratada, a fim de obter detalhes para os atendimentos e serviços oferecidos.

Um hospital não pode ser implantado em qualquer local, pelo contrário, suas instalações devem ser adequadas, amplas e arejadas, necessitando de estrutura física e humana adequada, com enfermarias, leitos próprios, farmácia interna, lavanderia, cozinha e restaurante, capela, além de um sistema de limpeza adequado para se fazer a desinfecção do local, evitando as infecções hospitalares.

O primeiro hospital do Brasil foi fundado por Braz Cubas, no dia primeiro de janeiro de 1545. Como este dia é conhecido por ser o dia de todos os santos, o hospital recebeu o nome de Hospital de Todos os Santos. A cidade de Santos, em São Paulo, recebeu esse nome por causa do hospital.

Registros históricos mostram que o primeiro hospital do mundo foi construído na Índia, entre os anos 273 e 232 a.C. Mas somente entre os séculos XVIII e XIX que passaram a ser de responsabilidade do governo.

O Hospital das Clínicas, da faculdade de medicina da Universidade de São Paulo, é a maior unidade hospitalar do Brasil, tendo sido fundado em 19 de abril de 1944. Mas a unidade mais bem equipada do país é da rede privada, o Hospital Israelita Albert Einstein, também em São Paulo, tendo sido preparado para receber pacientes vítimas de acidentes nucleares ou de guerras químicas em pronto-socorro.

Fonte: www . brasilescola . com/datas-comemorativas/dia-do-hospital . htm

CONSUMIDORES JÁ PODEM FAZER RECLAMAÇÕES PELO SITE DO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

Consumidor.Gov_

Os consumidores já podem fazer as reclamações pelo portal do governo.

Numa tentativa de facilitar a resolução de conflitos de consumo no país e desafogar os Procons, o Ministério da Justiça lançou nesta sexta-feira uma plataforma alternativa para que os consumidores reclamem sobre o atendimento e a qualidade de produtos e serviços, conforme antecipou a seção Defesa do consumidor do GLOBO, em reportagem publicada em 7 de maio. Com o slogan “É seu. É fácil. Participe”, o portal http://www.consumidor.gov.br permite que os brasileiros registrem queixas de problemas com as empresas e que estas respondam na mesma plataforma.

Ao anunciar o novo produto, a secretária Nacional do Consumidor, Juliana Pereira, destacou que no Brasil os Procons estão presentes em 800 municípios de um total de mais de cinco mil. Segundo ela, a partir de setembro, consumidores de todo país vão poder resolver o problema pela internet. O portal pode ser acessado inicialmente por 11 estados mais o DF, o que representa 60% da população brasileira. O serviço já pode ser usado por consumidores de Acre, Amazonas, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo, além do Distrito Federal. Até 1º de setembro de 2014, o serviço estará disponível em todo o país.

— A partir de agora o Brasil ganha mais transparência na relação de consumo — disse a secretária.

Juliana explicou que os consumidores poderão informar se o problema foi resolvido ou não e avaliar a qualidade da resposta das empresas. Depois disso, caberá não apenas ao governo e aos órgãos de defesa do consumidor, mas também à sociedade monitorar os indicadores sobre as relações de consumo no país. O novo serviço deverá ser oficializado por meio da publicação de portaria no Diário Oficial da União na segunda-feira. Em 30 dias, será divulgado o primeiro balanço das reclamações.

— Buscamos criar uma plataforma para ampliar o acesso. Optamos por um modelo que possibilite ao consumidor, alternativamente, procurar a solução que eventualmente ele não encontrou por meio de outro canal — disse a secretária.

A participação no portal é permitida apenas às empresas que aderirem formalmente ao serviço, por meio da assinatura de um termo no qual se comprometem a conhecer, analisar e investir esforços para solucionar os problemas dos consumidores. Inicialmente, o portal tem cerca de cem empresas cadastradas. Entre as companhias que já participam desde o projeto-piloto, implementado, em maio no Procon Carioca, estão Vivo, Claro, TIM, Oi, Sky, GVT, o grupo Amil (que inclui Dix e Amico), Banco do Brasil, Caixa, toda a holding Itaú, Santander, o grupo Bradesco (incluindo a Garantec, por exemplo), Light, Decolar.com, todo o Grupo Pão de Açúcar (Pão de Açucar, Extra, Assaí, Ponto Frio, Casas Bahia e Nova Pontocom), a B2W (Lojas Americanas, Americanas.com, Submarino e Shoptime), as lojas físicas e virtuais do Walmart, Magazine Luiza, Avianca, Samsung, AOC e Philips TV e Monitores.

No primeiro momento, segundo a secretária, as empresas terão 10 dias corridos para responder aos consumidores — prazo já utilizado para procedimentos administrativos. Juliana explicou que o governo buscou firmar o acordo, primeiro, com empresas de setores mais reclamados, como financeiro, aéreo e de comunicações. A partir do lançamento, o governo ampliará a base de fornecedores, com a ajuda dos Procons e da sociedade.

A iniciativa agrada aos órgãos de defesa dos consumidores, que veem no portal uma oportunidade para as empresas monitorarem, de forma gratuita, os serviços prestados e a qualidade dos seus produtos, e para os consumidores que terão um canal alternativo:

— Muitas pessoas deixam de procurar os Procons e mesmo a Justiça para evitar perda de tempo ou por entenderem que é muito burocrático — disse a presidente da Associação Brasileira de Procons, Gisela Simona.

Ela destacou que a nova ferramenta é adequada e necessária nos tempos atuais, em que muitos consumidores acabam utilizando as redes sociais para registrarem suas queixas. Segundo Gisela, ainda é cedo para dizer que o portal vai desafogar os Procons, porque deve atrair um público específico e mais jovem. O universo de empresas que vai participar do portal, disse, concentra as principais queixas dos consumidores.

— Isso dará uma boa resposta aos consumidores de forma imediata porque a adesão é bastante positiva por parte das empresas — disse Gisela.

PROCONS PODERÃO AMPLIAR ATUAÇÃO

Para a secretária, além de ampliar as ferramentas de resolução de conflitos, a iniciativa permitirá aos órgãos de defesa do consumidor se dedicar a outras demandas. Ela destacou que hoje há, por exemplo, uma discussão importante sobre o vazamento de dados que demanda atenção desses órgãos. Existe também um pedido do Ministério da Educação para que a Secretaria Nacional do Consumidor atue conjuntamente, a fim de evitar fraudes no ensino superior, como a abertura de cursos sem autorização.

— A ideia é que as demandas de massa e aquelas que nós já compreendemos que devem ser tratadas de forma rápida sejam resolvidas por meio do portal. Isso vai liberar mais tempo para nós que atuamos na defesa do consumidor e para quem atua com o atendimento, como os Procons — disse Juliana.

O Ministério da Justiça divulgará o serviço por meio de campanha na televisão e por meio de redes sociais, na internet, até 5 de julho. O projeto foi criado no âmbito do Plano Nacional de Consumo e Cidadania, anunciado em março do ano passado pela presidente Dilma Rousseff.

BANCO DE DADOS PARA ATUAÇÃO CERTEIRA

Juliana citou pesquisas que mostram que 62% das pessoas preferem resolver um conflito de consumo diretamente na loja, fabricante ou prestador de serviço. Outros 11% reclamam nos Procons e 9%, na internet. Dos que não registram queixas, 37% consideram que não vale a pena e outros 31% avaliam que a resolução do problema é demorada:

— A nossa solução foi somar os atores — consumidor, fornecedor, internet, Procon e Senacon — e criar uma plataforma de soluções alternativas de consumo. É um novo serviço público que já testamos em vários estados.

Titular do Procon Carioca, primeiro no Brasil a iniciar os testes para o lançamento do portal, Solange Amaral, lembra que a experiência piloto começou em maio, e de lá para cá já foram registrados 73 atendimentos pelo site, a maioria relativa a queixas sobre telefonia, como não prestação de serviços contratados e cobranças indevidas. Solange diz que o serviço superou as expectativas até agora, uma vez que, dos 73 endereçamentos, apenas nove não obtiveram resposta satisfatória das empresas, que, ainda assim, estão retornando dentro do prazo acordado de dez dias.

— Isso dá uma média de 87% de índice de atendimento, o que é muito positivo — diz Solange, que destaca a praticidade e a modernidade da iniciativa.

Uma das vantagens da plataforma, destaca a secretaria municipal, é que o consumidor pode acompanhar em tempo real as respostas das empresas. Para isso, logo após apresentar a reclamação on-line, ele recebe um número de protocolo e um registro que permite a criação de login e senha, assegurando acesso instantâneo ao site.

A diretora de Atendimento da Fundação Procon-SP, Selma do Amaral, ressaltou a importância da utilização da novo canal pelos consumidores. Segundo ela, será um caminho mais fácil e rápido para resolver problemas, de forma individual e coletiva, porque permitirá a formação de um banco de dados, com informações sobre os segmentos mais problemáticos e de que forma estão sendo encaminhadas as soluções.

— É importante o consumidor se apropriar dessa ferramenta. Também é importante para as empresas que terão um meio gratuito para corrigir condutas e atacar a raiz do problema. Muitas vezes, os problemas transbordam as áreas de atendimento e ouvidoria — destacou Selma.

O G https://www.consumidor.gov.br/pages/principal/?1404218358564lobo

%d blogueiros gostam disto: