Arquivo diário: 2014/01/01 12:01:29 AM

O QUE OCORRE COM UM MUNDO ONDE NINGUÉM VALORIZA A ÉTICA E A MORAL?

etica-moral

A educação é o segredo para a criação de uma nação forte e justa, dando às pessoas totais condições de serem completamente realizadas sob o ponto de vista pessoal e profissional. No entanto, é um processo em longo prazo e exige investimento, determinação e total comprometimento de todos na consecução deste importante quesito.

Um país onde as pessoas não são preparadas para se relacionarem umas com as outras (respeitando a justiça em todos os aspectos), tende a sofrer consequências gravíssimas. Temos como exemplo prático, o nosso Brasil, onde vemos a violência crescer assustadoramente em nosso meio: assassinatos, assaltos, estupros, dentre outras milhares de perversidades, são cada vez mais constantes em nosso meio. Desta maneira, vivemos enjaulados, presos em nossas fortalezas, blindados por cercas elétricas, alarmes, cães, seguranças, vidros impenetráveis, enfim, como se estivéssemos no meio de uma guerra, onde pudéssemos contemplar face a face o fogo cruzado bem na nossa frente, cabendo a nós criarmos nossos escudos contra nossos respectivos “soldados” rivais.

Além disso, vemos a corrupção tomar conta da nossa política. Assim, os homens que deveriam cuidar do tesouro nacional, fazem exatamente o contrário. Obviamente, a corrupção e as falcatruas existem em todos os países, todavia, com esse nível de canalhice, é somente por aqui, onde os participantes desse cenário cada vez mais demonstram falta de vergonha na cara, prejudicando grandiosamente a população. A saúde, a educação, a infraestrutura, a segurança, entre outros direitos essenciais à vida, estão sendo negligenciados por eles, causando desigualdade e exclusão social entre os cidadãos que mantém o país funcionando. Desta maneira, imperam os escândalos, o nepotismo, e a impunidade daqueles que usam sua astúcia para roubarem o dinheiro recolhido das altas taxas de impostos que temos aqui, empobrecendo cada vez mais a sociedade menos privilegiada e comprometendo assim, o futuro da nação.

Na esfera religiosa, podemos notar o preconceito existente entre os participantes, que não se respeitam e tampouco sabem valorizar o conhecimento e as crenças de seus semelhantes, como se todos aqueles que divergissem deles fossem passíveis de total desprezo e desdém por conta de terem pensamentos espirituais contrários. Desta forma, vemos que não existe união entre os religiosos, pelo contrário, existe uma guerra travada em busca da defesa de doutrinas, que são mais importantes do que a harmonia entre as pessoas. É óbvio que devemos defender nossos princípios, até porque, respeitar as diferenças não significa concordar com elas, no entanto, também precisamos nos preocupar em ter deferência com o próximo, dando a ele toda a dignidade que ele merece como ser humano.

Nas escolas, vemos nossos mestres serem agredidos verbalmente e fisicamente, como se fossem verdadeiros sacos de pancada, quando deveriam ser vistos como heróis, pois, possuem uma bagagem intelectual sólida, que é capaz de transformar nosso mundo e enriquecer nosso nível de conhecimento, nos curando de nossa ignorância e nos entregando sabedoria para podermos ser pessoas mais competentes. Vemos também, a prática covarde e cruel do bullying entre os alunos, onde prevalece sempre a lei do mais “forte”. Funciona mais ou menos assim: elege-se um bode expiatório e o sacrifica em prol da diversão de alguns imbecilóides, que vivem para apontar defeitos e criar fatos que inexistem, afetando a autoestima da vítima e destronando seu equilíbrio mental por conta da repetição de algumas agressões psicológicas contra essa determinada pessoa. Destarte, as escolas são verdadeiros infernos, tanto para os professores quanto para os alunos.

Existiriam outros milhares de problemas a externar neste artigo, mas ficarei apenas nestes explanados, que são mais do que suficientes para notarmos que vivemos em um caos administrativo, onde pessoas sofrem a todo o tempo por conta de decisões erradas que comprometem todo o país. Portanto, devemos valorizar mais os bons hábitos e o caráter, para que possamos ter um amontoado de seres inteligentes que fazem com que suas ações sejam pautadas nos três pilares que deveriam ser seguidos à risca por todos nós, a saber: a justiça, a dignidade humana e a ética.

Quando a vida de um homem estiver prestes a expirar, ele irá querer como nunca, antes quis olhar para o seu passado, e identificar o que ele construiu ao longo de sua existência. Se ele verificar que fez a diferença na vida das pessoas, ele saberá que cumpriu sua missão na terra, do contrário, ele notará que fez um mau uso daquilo que recebeu gratuitamente dos deuses. Sem dúvidas, se alguém quiser contribuir com a evolução da humanidade e com o futuro de nossos pares, deverá lapidar-se primeiramente, construindo um coração forte e uma mente instruída, para que assim, ele possa ser uma criatura que está preparada para ser luz em um mundo onde estamos cercados e pressionados cada vez mais pela escuridão, fazendo de sua alma uma alma de perpétua servidão e de total compromisso com a honra.

Pablo de Paula Bravin

Fonte: Administradores – 17/12/2013

%d blogueiros gostam disto: