Arquivo diário: 2013/10/28 4:09:47 PM

SHOWROOMING: O FUTURO DO E-COMMERCE CHEGOU PARA FICAR

ecommerce

A praticidade gerada pelos dispositivos móveis fez com que muitos consumidores migrassem para o mercado online. Clientes examinam produtos nas lojas físicas e em seguida fazem a compra pela internet com preços mais baratos.

Desde 2004, a alavancagem das redes sociais fez com que a classe A e B aumentasse o fluxo de acesso à internet. Já em 2007, com o rápido crescimento de cliques, a classe C passou também a migrar com maior intensidade para as redes sociais. Na época, o motivo era a rede social Orkut.

Porém, a rede virtual doméstica não era tão acessível. Isso fez com que houvesse uma pulverização de Lan Houses em todo Brasil, as quais cobravam em torno de R$2,00 a hora, facilitando o uso da rede e dando início ao novo tempo do mundo virtual.

Hoje somos considerados o quinto país mais conectado, perdendo apenas para China, EUA, Índia e Europa. Alcançamos a margem de 70 milhões de domicílios em 2012 com internet, segundo IBOPE (Instituto Brasileiro de Opinião e Estatística). A quantia de internautas no Brasil hoje chega a ser maior que a população de alguns países como França e Reino Unido.

Porém, a nova era da informação e a pulverização das redes sociais, abrimos oportunidade para as operadoras que com o tempo diminuíam suas tarifas para o acesso via web e, se antes o usuário pagava R$2,00, a hora hoje ele paga R$0,50 o dia todo usando o celular em casa, nas horas vagas e acessando a internet dentro do ônibus no caminho até a casa sem precisar se preocupar. Isso fez com que o acesso à internet via domicílio e dispositivos móveis atingisse cerca de 52% da população brasileira conectada.

Tal crescimento gerou oportunidade para o mercado online e hoje a estimativa é que dezembro de 2013 seja o ano em que mais sejam vendidos dispositivos móveis no país. Em consequência disso, 2014 será um grande ano para o mercado de e-commerce que, desde 2001, vem aumentando seu faturamento atingindo o pico de quase 23 bilhões de reais em 2012. (E-commerce Brasil)

Hoje a grande referência do mercado online é o gigante Mercado Livre. A cada 4 acessos na internet 1 é do Mercado Livre, que movimenta 2 produtos por segundo.

Dessa forma, fica fácil entender que com a acessibilidade a internet e a facilidade da rede, a estimativa é de que esses números aumentem.

O fenômeno Showrooming fez nascer um novo conceito de compra nos consumidores que vão até a loja examinar o produto ali mesmo, pesquisam pelo celular os preços das lojas virtuais e efetuam a compra na web. Segundo um recente estudo realizado pelo Edgell Knowledge Network, em parceria com o Ebay, o fenômeno Showrooming atinge cerca de 80% dos lojistas dos Estados Unidos, causando prejuízos que representam em torno de 5% de sua receita total. O estudo revela que apenas 10% dos comerciantes entrevistados possuem alguma estratégia para defender-se dos efeitos desta atividade.

Tal atitude tem gerado expectativas para o e-commerce e tem colocado os lojistas em alerta, pois a nova tendência de mercado chegou para ficar e pede mais atenção com os clientes, com políticas de preço mais elaboradas, estratégias de marketing bem definidas ou até mesmo um espaço para uma loja virtual na internet para manter-se competitivo e aderir a novas tendências que prometem alavancar o setor. 

Fonte: e-Commerce News – 25/10/2013

Colaboração: Adolpho Ribeiro Ladeira – Analista de Mercado

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: