Arquivo diário: 2012/06/27 7:00:01 AM

COPA 2014: NOSSA SELEÇÃO ESTÁ CLASSIFICADA. E SUA EMPRESA?

Estamos falando de planejamento de negócios.

Não sabemos se a nossa seleção de futebol irá ganhar a Copa do Mundo aqui no Brasil, mas ouvimos todos os dias comentários sobre a falta de planejamento do país para o evento, que as obras estão atrasadas e que também a nossa seleção ainda não tem o seu time formado.

E a nossa empresa? Estamos preparados para as oportunidades de mercado durante os jogos? Quem já iniciou o seu planejamento? Esperamos que a maioria tenha levantado a mão.

Os quase R$ 12 bilhões previstos pelo PAC da Copa, anunciados pelo governo federal, possibilitarão mais que novas oportunidades para toda a cadeia produtiva e de serviços. As demais empresas fora deste raio de ação, também aproveitarão as oportunidades para realizar seus negócios.  No entanto, é necessário planejar as ações para que as empresas possam se beneficiar desta grande oportunidade.

Os setores mais beneficiados pela realização da Copa do Mundo no Brasil incluem a hotelaria e turismo, serviços, capacitação, transportes, materiais esportivos, seguros, publicidade e mídia, construção civil, entre outros. As empresas que desejam realizar bons negócios durante a Copa devem se preparar para que possam obter o resultado desejado e não correr o risco de investir fortunas e chegar na hora não poder atender a grande demanda do mercado durante os jogos.

Todos terão a sua oportunidade de realizar bons negócios. Mas, sem planejamento, podemos perder o campeonato. E a nossa seleção também.

Os empreendedores de todas as áreas necessitam se antecipar e não deixar para a última hora, como é a cultura do brasileiro. Sabemos que o planejamento não garante 100% o sucesso nos empreendimentos, mas ele possibilita que as empresas simulem as várias probabilidades e criem um plano de ação para os cenários mais prováveis a ocorrer e, com isso, ficarem preparados para enfrentar as dificuldades e os desafios do mundo dos negócios. E para isso é necessário, além de tecnologia, ter em mente o que se pretende com a realização da Copa do Mundo no Brasil.

A primeira coisa a fazer é listar as prioridades e mensurar cada uma das tarefas envolvidas no planejamento. Depois, estabelecer os prazos, o monitoramento, considerar as possíveis variações, mudanças inesperadas do mercado. Muita simulação. E não esquecer que o planejamento é uma referência e que ele pode ser ajustado em todas as etapas do processo.

Sabemos que as surpresas nos negócios são constantes e inevitáveis. Não podemos chegar à Copa do Mundo esperando que não haverá concorrência. Que mais ninguém irá tentar vender o que oferecemos. Puro engano. A concorrência deverá ser, mais que nunca, acirrada. Afinal, quando teremos outra oportunidade como esta? Então, vamos planejar. Ainda dá tempo! Começar agora e levar em conta que o mercado é uma guerra. Uma luta pelo consumidor que não permite erros primários. E o primeiro deles é não planejar.  As ferramentas tecnológicas para nos ajudar neste processo já estão disponíveis. São muitas opções, com certeza você encontrará uma ferramenta adequada para a característica do seu negócio.

Podemos não concordar com o plano traçado, mas o Mano Meneses fez o seu planejamento e o está seguindo à risca. Como nos esportes e nos negócios, ninguém pode imaginar que não enfrentará um concorrente melhor preparado para a batalha. Podemos ganhar ou perder, mas não podemos acreditar que o resultado – seja qual for – não seja resultado de um planejamento.

Edgard Bello é CEO da ODE Peopleware, fornecedora no Brasil do Adaptive Planning.

Fonte: SEGS – 19/06/2012

%d blogueiros gostam disto: