FRANCAMENTE DEPUTADO!

*SOLICITO QUE LEIAM A MATÉRIA E LOGO ABAIXO O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE PROJETO ABSURDO E INADEQUADO.
Plantão | Publicada em 21/07/2011 às 11h11m
Agência Câmara
Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/educacao/mat/2011/07/21/projeto-preve-que-aluno-de-universidade-publica-preste-servico-social-924949296.asp#ixzz1T2x97kfO
© 1996 – 2011. Todos os direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A.

Projeto prevê que aluno de universidade pública preste serviço social

….RIO – Tramita na Câmara o Projeto de Lei 326/11, do deputado Rubens Bueno (PPS-PR), que obriga o recém-graduado das instituições públicas de educação superior mantidas pela União a prestar serviço social profissional pelo prazo de pelo menos seis meses, sem remuneração salarial.

Pelo projeto, o serviço social será prestado de acordo com a natureza da formação acadêmica, com o objetivo de colocar à disposição da sociedade a preparação profissional do recém-graduado. Ele será requisito prévio para obter o título ou grau acadêmico, sem substituir o estágio profissional obrigatório.

Contrapartida

Para Rubens Bueno, o projeto representa uma alternativa à ideia de cobrar mensalidades dos alunos de graduação do ensino público.

– É justo que os estudantes beneficiários da privilegiada experiência de estudar gratuitamente nas melhores instituições de educação superior ofereçam à sociedade, também de forma gratuita, os seus serviços profissionais, pelo menos durante o curto período de seis meses – argumenta.

Segundo o Ministério da Educação (MEC), em 2007 o custo anual de cada aluno de universidade federal foi R$ 15.118,04. A meta do ministério é reduzir o valor para R$ 9.403,39 até 2012, com os esforços do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), que está ampliando o número de matrículas ofertadas.

Desigualdade

A educação, diz o deputado, é uma estratégia privilegiada de redução das diferenças sociais.

– O projeto objetiva determinar que, na formação em nível superior dos cidadãos brasileiros, seja assegurada a experiência indispensável de lidar com as questões mais importantes relativas à desigualdade social e à promoção de sua erradicação, mediante ações efetivas de desenvolvimento das comunidades carentes – explica.

Além do caráter de justiça social e incentivo ao espírito de solidariedade, prossegue Rubens Bueno, não haverá qualquer prejuízo para o profissional recém-formado, que receberá ajuda financeira e terá sua atividade validada e incorporada ao tempo de serviço, para fins de aposentadoria.

O serviço social profissional obrigatório sustenta o deputado, é uma compensação pelo privilégio do ensino gratuito, ao mesmo tempo em que abre aos brasileiros carentes o acesso efetivo aos diversos serviços de competência do poder público.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/educacao/mat/2011/07/21/projeto-preve-que-aluno-de-universidade-publica-preste-servico-social-924949296.asp#ixzz1T2wRVMuV

© 1996 – 2011. Todos os direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A.

FRANCAMENTE!

QUE COISA FEIA DEPUTADO RUBENS BUENO!

Com tantos problemas, emergenciais e prioritários que temos no Brasil, a serem tratados pelos parlamentares, principalmente na área da Educação, ainda temos o desprazer de ler uma notícia sobre o Projeto de Lei 326/11, do deputado Rubens Bueno (PPS-PR), que propõe a obrigatoriedade do Serviço Social Profissional do recém-graduado de universidades públicas, pelo período de seis meses, como requisito prévio para obter o título ou grau acadêmico.  E como compensação pela gratuidade do ensino público. E a essência do voluntariado?

Ainda acredito que terá uma bancada de parlamentares que terão o bom senso de não considerar a possibilidade de aprovar esse projeto.

Entendo que o requisito prévio para obter o título ou grau acadêmico será sempre a competência, o desenvolvimento da habilidade ou talento do aluno, e dos professores. E como resultado, a aprovação ao final do curso pelo alcance da pontuação necessária. A partir desse ponto, sim a sociedade terá um profissional preparado e apto à atendê-la.

Acredito que o caro Deputado desconhece que a gratuidade do ensino público é dever do estado, da Família e da Sociedade. E que o serviço social, normalmente, é prestado sob a forma de voluntariado, e em se tornando profissional obrigatório perde o sentido de existir.

Por que o deputado em vez desse absurdo não pensa em projetar a inclusão na grade curricular, de disciplinas que levem os alunos a pensarem nos conceitos de Pátria, de Nação e no Bem Comum?

Teríamos cidadãos formados e formadores de opinião, conscientes dos significados de cidadania e da necessidade de Programas de Política que promovam Segurança, Desenvolvimento e Defesa Nacional

Vai refletir com sabedoria deputado!

Faça jus ao crédito que recebeu por meio dos votos.

Lembre-se de que estudantes universitários são eleitores!

Adm. Djanira Felipe de Oliveira

Publicado em 2011/07/25 10:07:49 PM, em Artigo, Divulgação, Notícias, Política e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: