Arquivo diário: 2011/05/24 4:07:42 PM

Há de Brilhar uma Luz

Na cadência da cidade

Circulo pela cidade de onde posso observar
As diferentes pessoas nas ruas a caminhar
Algumas sempre apressadas
Outras que emperram o caminho
Umas, vestem viscose, outras que só usam linho

Felizmente, as apressadas, têm um cartão para marcar
As que emperram o caminho não têm aonde chegar.
Existem as prepotentes, que evitam ao outro olhar
Por medo ou antipatia não ousam cumprimentar
São pessoas, mal amadas, Infelizes, a vagar,

Vazias, se procurando, sem saber se encontrar.
Não percebem que se olhassem
Mal nenhum iria causar
No máximo aconteceria
De no outro olhar se encontrar

E continuo em silêncio
A circular na cidade
Sem meu ritmo acelerar
Acompanhando a cadência
Da cidade sem cansar

Por isso, me sobra tempo, para aos outros, observar
Assim, prossigo e aprendo
Esses erros evitar e adquiro o direito
De continuar a sonhar
Que um dia os seres humanos
Todos irão se amar.

Djanira Felipe

Publicado na  Câmara  Brasileira de Jovens Escritores

Djanira por Djanira

Um breve histórico da minha vida

 

Ainda criança já havia em mim o propósito de realizar as tarefas de escola e de casa sempre com muita vontade de fazer da melhor forma.

Na adolescência sempre fui líder dos trabalhos em grupo e gincanas da escola, participei de maneira efetiva nas datas comemorativas como, por exemplo: Dia do ancião sempre promovia a ida de duas senhoras carentes para serem homenageadas e receberem presentes e cestas básicas. Sentia-me feliz em promover aqueles momentos de bem-estar para elas.

Do mesmo modo promovia a presença de personalidades ilustres da cidade como escritores para receberem homenagens.

Cedo percebi que a força tem nome, e se chama determinação, e que faria parte da construção da minha história de vida. 

Morei na casa da minha mãe, na cidade de Crato Sul do Ceará, até os 17 anos de idade. Aos 6 ela e o meu pai separaram-se.

Minha mãe, mulher guerreira assumiu a responsabilidade e fomos em frente. Ela era costureira de roupa social masculina, era católica e eu freqüentava a igreja com ela aos domingos para assistir a missa. No seminário fiz cursos de pintura e ensinei muitas crianças a rezar para fazerem à primeira comunhão. Leia o resto deste post

Aos meus amigos do Facebook

Queridos e queridas,

Hoje estou apresentando este meu novo espaço, o meu blog.
Ainda estou em fase de construção e até o final desta semana estarei com ele totalmente pronto e com matérias interessantes.

Com carinho,
Djanira Felipe

%d blogueiros gostam disto: